Inteligibilidade: efeitos da análise de transcrição e do estímulo de fala

Inteligibilidade: efeitos da análise de transcrição e do estímulo de fala

Título alternativo Intelligibility: effects of transcription analysis and speech stimulus
Autor Barreto, Simone Dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Ortiz, Karin Zazo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Prefeitura do Rio de Janeiro
Resumo BACKGROUND: intelligibility measures are limited to providing information on the severity level of clinical cases. A key limitation is that such measures are sensitive to changes in performance only in subjects with a determined severity level of speech disturbance. AIM: to investigate the influence of stimuli type and transcription analysis on intelligibility measures of speakers with no communication disorders. METHOD: an experimental study with no intervention procedures was developed. Two groups of subjects with no communication disorders took part in the research. The group of speakers was composed by 30 adults. Speech samples were recorded by repeating three lists of stimuli (sentences, words and non-words) equally distributed according to parameters of frequency of phonemes, syllabic structures and word length. The group of listeners was composed by 60 young adults who orthographically transcribed the speech samples. Two transcription intelligibility measures were obtained for each list of stimuli: percentage of correct answers per syllable unit and per item (for each sentence, word and non-word). RESULTS: intelligibility scores were statistically higher for syllable units than for the other items. Regarding intelligibility scores per syllables, a statistical difference was observed amongst scores for sentences, words and non-words. CONCLUSION: both transcription analysis and stimulus type influenced the intelligibility scores of the studied population, especially when non-words were used as speech material. The handling of these variables can help to improve intelligibility tests.

TEMA: apesar de seu amplo emprego com fins clínicos e de pesquisa, as medidas de inteligibilidade da fala por transcrição são criticadas por fornecer apenas informações sobre o grau de severidade dos quadros, bem como por ter sensibilidade restrita, dependendo do grau de alteração do paciente. OBJETIVO: investigar a influência da análise de transcrição e do tipo de estímulo sobre as medidas de inteligibilidade de sujeitos sem distúrbios da comunicação. MÉTODO: um estudo experimental sem intervenção foi realizado. Dois grupos de sujeitos sem distúrbios da comunicação participaram desta pesquisa. O grupo de falantes foi composto por 30 adultos. Amostras de fala foram gravadas em áudio a partir da repetição de três listas de estímulos (frases, palavras e pseudopalavras) igualmente distribuídas de acordo com os parâmetros: frequência dos fonemas, estruturas silábicas e extensão das palavras. O grupo ouvinte foi formado por 60 adultos jovens que transcreveram ortograficamente as amostras. Duas medidas de inteligibilidade foram obtidas para cada lista de estímulos: percentagem de respostas corretas por unidade silábica e por item (cada frase, palavra ou pseudopalavra). RESULTADOS: os escores de inteligibilidade por unidade silábica foram estatisticamente superiores aos escores de inteligibilidade por item. Diferenças também foram observadas entre os escores de inteligibilidade por sílabas para frases, palavras e pseudopalavras. CONCLUSÃO: tanto a análise de transcrição quanto o tipo de estímulo influenciaram os escores da população estudada, especialmente quando as pseudopalavras foram utilizadas como material de fala. A manipulação destas variáveis pode seu útil ao aprimoramento dos testes de inteligibilidade da fala.
Palavra-chave Speech Intelligibility
Speech Production Measurement
Speech
Inteligibilidade da Fala
Medidas de Produção da Fala
Fala
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Pró-Fono Revista de Atualização Científica. Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda., v. 22, n. 2, p. 125-130, 2010.
ISSN 0104-5687 (Sherpa/Romeo)
Publicador Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Extensão 125-130
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872010000200010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-56872010000200010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5731

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-56872010000200010.pdf
Tamanho: 46.32KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta