Transplante de sangue de cordão umbilical - SCU

Transplante de sangue de cordão umbilical - SCU

Título alternativo Umbilical cord blood transplantation
Autor Rodrigues, Celso Arrais Autor UNIFESP Google Scholar
Pereira, Noemi F. Google Scholar
Oliveira, Danielli C. M. Google Scholar
Torres, Margareth Google Scholar
Alencar, Iracema S. B. Google Scholar
Salomão, Izabella Google Scholar
Mauad, Marcos A. Google Scholar
Colturato, Vergílio A. R. Google Scholar
Bouzas, Luis Fernando S. Google Scholar
Moraes, Maria Elisa de Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Paraná Hospital de Clínicas Laboratório de Imunogenética
Instituto Nacional do Câncer Laboratório de Imunogenética
Hospital Israelita Albert Einstein Departamento de Patologia Clínica
Instituto Nacional do Câncer Rereme/Redome
Hospital Amaral Carvalho Unidade de Transplante de Medula Óssea, Hemonúcleo Regional de Jaú
Instituto Nacional do Câncer
JRM Investigações Imunológicas
Resumo The frequent use of umbilical cord blood as the source of hematopoietic stem cells, both in children and adults who do not have related donors, has led to the establishment of a better standardization of selection criteria aiming at improving the results. The choice of the umbilical cord blood unit should be based on the total number of nucleated cells and the number of differences in the human leukocyte antigen (HLA) system. When a unit has minimal cellularity, the use of a double cord blood transplant should be considered. When two or more units have similar characteristics, the choice may be determined by the CD34 count, ABO compatibility and the quality and speed to obtain the unit.

A frequente utilização de sangue de cordão umbilical - SCU como fonte de células- tronco hematopoéticas - CTH, tanto em crianças, como em adultos, que não dispõem de doador na família, tem levado ao estabelecimento da padronização de critérios em sua seleção, objetivando a obtenção de melhores resultados. A escolha da unidade de SCU deve basear-se no número total de células nucleadas e no número de diferenças de antígenos leucocitários humanos (HLA). Diante de uma unidade com celularidade mínima, deve-se considerar a possibilidade da utilização de duplo cordão. Frente a mais de uma unidade com características semelhantes, a realização da contagem de células CD34 e da compatibilidade ABO, assim como a qualidade e a rapidez para obtenção da unidade, podem definir a escolha.
Palavra-chave Umbilical cord blood
hematopoietic stem cells
double cord blood transplant
Sangue de cordão umbilical
células-tronco hematopoéticas
duplo cordão
Idioma Português
Data de publicação 2010-05-01
Publicado em Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia. Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular, v. 32, p. 08-12, 2010.
ISSN 1516-8484 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Extensão 08-12
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-84842010005000019
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-84842010000700004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5714

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-84842010000700004.pdf
Tamanho: 275.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta