Tabaco na mídia: análise de matérias jornalísticas no ano de 2006

Tabaco na mídia: análise de matérias jornalísticas no ano de 2006

Título alternativo Tobacco in the media: analysis of journalistic texts in the year of 2006
Autor Lacerda, Alex Eustáquio de Autor UNIFESP Google Scholar
Mastroianni, Fábio de Carvalho Autor UNIFESP Google Scholar
Noto, Ana Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Centro Universitário Araraquara
Resumo Aiming at understanding the relation among health, press and public policies on Tobacco in Brazil, this article analyses the texts about Tobacco published in the Brazilian press in 2006. In the clipping process of eight newspapers and magazines, the information about Tobacco were identified and then submitted to content analysis allowing categorization and classification of the texts. The frequency of the texts in 2006 was compared to that of in 2000 and 2003. We observed a higher prevalence of factual approach among the texts (46.7%). Most of the texts mentioned the negative consequences, such as physical health problems (44.2%), death (20%) and dependence (14.2%). The analysis of the headlines and lead-ins showed control policies, anti-smoking movements and spreading of results as the main categories observed. The frequency of the articles in 2006 was similar to that of in 2003 and lower to that of in 2000. The journalistic coverage on Tobacco in 2006 was restricted predominantly to harm to health and anti-smoking movements. The high proportion of the factual approach and the stabilization in the frequency of texts (2003-2006) might suggest an impoverishment of the discussion on this issue in the country.

Visando compreender a relação entre saúde, imprensa e políticas públicas sobre tabaco no Brasil, foram analisadas matérias sobre tabaco divulgadas na imprensa brasileira no ano de 2006. Através de clipping jornalístico de oito principais jornais e revistas do país, as matérias sobre tabaco foram identificadas e posteriormente submetidas à análise de conteúdo, que permitiu categorização e classificação dos textos. A frequência de matérias de 2006 foi comparada aos anos de 2000 e 2003. Foi observado predomínio de matérias com abordagem factual (46,7%). A maioria das matérias fez menção a consequências negativas, como problemas de saúde física (44,2%), morte (20%) e dependência (14,2%). Na análise das manchetes e lides, as principais categorias observadas foram políticas de controle e o movimentos antitabagistas e divulgação de pesquisas. A frequência de matérias de 2006 (N=120) foi semelhante ao ano de 2003 (N=124) e inferior a 2000 (N=174). A cobertura jornalística sobre tabaco em 2006 foi predominantemente restrita aos danos a saúde e ações antitabagistas. A elevada proporção de abordagem factual e a estabilização da frequência de matérias (2003-2006) podem indicar um empobrecimento na discussão sobre o tema no país.
Palavra-chave Tobacco
Press
Health policies
Content analysis
Tabaco
Imprensa
Políticas de saúde
Análise de conteúdo
Idioma Português
Data de publicação 2010-05-01
Publicado em Ciência & Saúde Coletiva. ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva, v. 15, n. 3, p. 725-731, 2010.
ISSN 1413-8123 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Extensão 725-731
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000300015
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000277560300015
SciELO S1413-81232010000300015 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5704

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-81232010000300015.pdf
Tamanho: 45.72KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta