Respostas cardiorrespiratórias durante exercício em portadores de transplante cardíaco. Análise ergoespirométrica comparativa com indivíduos normais

Respostas cardiorrespiratórias durante exercício em portadores de transplante cardíaco. Análise ergoespirométrica comparativa com indivíduos normais

Título alternativo Cardiorespiratory response during exercise in heart transplant recipients comparated to normal healthy subjects
Autor Salles, Ana Fátima Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira Filho, Japy Angelini Autor UNIFESP Google Scholar
Barros Neto, Turibio Leite de Autor UNIFESP Google Scholar
Almeida, Dirceu Rodrigues de Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Juliano, Yara Autor UNIFESP Google Scholar
Buffolo, Enio Autor UNIFESP Google Scholar
Martinez Filho, Eulogio Emílio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To evaluate the cardiorespiratory response of heart transplant (HT) recipients. METHODS: Nine HT recipients (GI) underwent ergospirometric tests and were compared to 9 apparently healthy, sedentary subjects with similar sex, age, weight and height (GII). All were male patients aging 48±12 years, in functional class I (NYHA) an average of 23±21 months after HT. They were receiving cyclosporin, azathioprine, prednisone, dipyridamole and antihypertensive drugs. The tests were symptom-limited and they were interrupted due to exhaustion. RESULTS: During peak exercise, GI had a significantly lower physical performance related to lower VO2, VE, VEO2, HR, endurance time and work load. At the anaerobic threshold, VO2, endurance time and work load levels were also significantly lower in GI. The physical performance was similar between the groups in the 40W load. CONCLUSION: The cardiorespiratory performance in GI was significantly lower at peak exercise and similar to GII in the 40W load, showing the HT benefits cardiac patients during usual activities.

OBJETIVO: Avaliar as respostas cardiorrespiratórias dos portadores de transplante cardíaco (TxC). MÉTODOS: Submeteram-se a testes ergoespirométricos 9 portadores de TxC (GI), pareados por sexo, idade, peso e altura, com 9 indivíduos sedentários, aparentemente sadios (GII). Os pacientes eram do sexo masculino, com idade de 48±12 anos, com TFI (NYHA) após 23±21 meses TxC. Faziam uso regular de ciclosporina, azatioprina, prednisona, dipiridamol e anti-hipertensivos. Os testes foram limitados por sintomas e interrompidos por exaustão. RESULTADOS: No pico do exercício, o GI apresentou desempenho significativamente inferior ao GII quanto ao VO2, VE, VEO2, FC, tempo de endurance e potência. No limiar anaeróbio, o GI apresentou VO2, tempo de endurance e potência significativamente inferior a do GII. Na potência de 40W o desempenho dos dois grupos foi similar. CONCLUSÃO: O GI apresentou desempenho cardiorrespiratório significativamente inferior no pico do exercício e similar na potência de 40W em relação ao GII, evidenciando os benefícios do TxC para cardiopatas em atividades habituais
Palavra-chave heart transplant
ergoespirometry
physical performance
transplante cardíaco
ergoespirometria
exercício físico
Idioma Português
Data de publicação 1998-01-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 70, n. 1, p. 15-18, 1998.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 15-18
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X1998000100004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0066-782X1998000100004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/569

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X1998000100004.pdf
Tamanho: 35.15KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta