Coração de atleta em desportistas deficientes de elite

Coração de atleta em desportistas deficientes de elite

Título alternativo Athlete's heart in elite disabled athletes
Autor Oliveira Filho, Japy Angelini Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Antonio Carlos da Autor UNIFESP Google Scholar
Lira Filho, Edgar Bezerra de Autor UNIFESP Google Scholar
Luna Filho, Bráulio Autor UNIFESP Google Scholar
Covre, Silvia Helena Autor UNIFESP Google Scholar
Lauro, Flávio Antônio Ascânio Autor UNIFESP Google Scholar
Danucalov, Marcello Arias Dias Autor UNIFESP Google Scholar
Leite, Wagner Aparecido Autor UNIFESP Google Scholar
Tuffik, Sérgio Autor UNIFESP Google Scholar
Andrade, José Lazaro de Autor UNIFESP Google Scholar
De Paola, Angelo Amato Vincenzo Autor UNIFESP Google Scholar
Martinez Filho, Eulogio Emílio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To assess the prevalence of the athlete's, heart syndrome in elite disabled Brazilians athletes. METHODS: Seventy-five athletes, age 27.8±6.7 years, 56 men, with various disabilities (47 physical, 12 visual and 16 cerebral paralysis) underwent clinical, electrocardiographic, vectorcardiographic, ergometric and echocardiographic evaluations. RESULTS: Athlete's heart signs occurred in 33% of the clinical evaluations, in 55% of the electrocardiograms, in 15% of the vectorcardiograms, and in 5% of the echocardiograms. At least one of these signs was presented in 51% of the athletes. There were 2 or more abnormalities in 46% of the athletes and 4 or more signs in 12%. Exercise test was considered not ischemic in 77% of the subjects. There was right bundle branch block in 23% of the tests. CONCLUSION: There were two or more athlete's heart syndrome signs in 46% of Brazilian disabled athletes.

OBJETIVO: Verificar a prevalência de sinais de coração de atleta em desportistas deficientes para-olímpicos. MÉTODOS: Avaliação clínica, eletrocardiográfica, ecocardiográfica, vetorcardiográfica, ergométrica em 75 atletas, 27,8±6,7 anos, 56 homens, várias modalidades; com deficiência física (47), visual (12) e paralisia cerebral (16). RESULTADOS: Sinais de coração de atleta ocorreram em 33% dos exames clínicos (sopros e estalidos), em 55% dos eletrocardiogramas (bradicardia, bloqueio incompleto de ramo direito, sobrecargas, alterações de onda T), em 15% dos vetorcardiograma (sobrecargas), em 5% dos ecocardiogramas (dimensões cavitárias acima do habitual). Os sinais ocorreram em 51% dos atletas, sendo que em 46% dos casos havia 2 ou mais sinais e, em 12%, 4 ou mais sinais. O TE foi normal em 77% dos atletas; não houve ST isquêmico. Em 23% dos casos houve bloqueio divisional direito. CONCLUSÃO: Foram encontrados dois ou mais sinais de coração de atleta em 46% dos atletas deficientes para-olímpicos.
Palavra-chave athlete's heart
disabled athletes
electrocardiogram
exercise test
coração de atleta
atleta deficiente
eletrocardiograma
teste ergométrico
ecocardiograma
Idioma Português
Data de publicação 1997-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 69, n. 6, p. 385-388, 1997.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 385-388
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X1997001200004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0066-782X1997001200004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/559

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X1997001200004.pdf
Tamanho: 159.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta