Lesões do aparelho locomotor nos acidentes com motocicleta

Lesões do aparelho locomotor nos acidentes com motocicleta

Título alternativo Musculoskeletal injuries in motorcycle accidents
Autor Debieux, Pedro Autor UNIFESP Google Scholar
Chertman, Carla Autor UNIFESP Google Scholar
Mansur, Nacime Salomão Barbachan Autor UNIFESP Google Scholar
Dobashi, Eiffel Tsuyoshi Autor UNIFESP Google Scholar
Fernandes, Helio Jorge Alvachian Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Study conducted in the city of São Paulo from January 2001 to July 2002 with the goal of analyzing the profiles of individuals involved in motorcycle accidents, evaluating the rider's profile, the circumstances of the accidents, injuries, and the use of protective gear. 387 patients needing only traumatic orthopedic treatment were found, between 16 and 44 years of age, of which 354 were males (91.0%). The most common mechanism of trauma involved a collision between the motorcycle and another vehicle (67.0%) at a speed between 12.5-37.5 mph (73.0%) involving less experienced riders (67.0%) between 21 and 24 years of age (45%), and in which 532 (53.9%) lower limb injuries occurred. Of the injuries, 393 (39.8%) were wounds, 314 (31.8%) were bruises and 212 (21.5%) were fractures [foot, 34 (16%); femur, 32 (15.1%); ankle, 27 (12.7%); tibia, 25 (11.8%)]. Recurring accidents were observed in 231 (60.0%) cases and only 6.0% of the riders were not using protective equipment. Increased speed showed a higher rate of fractures when the Mann-Whitney test was applied (p = 0.001). Research on mechanical and traffic engineering, in combination with supervision and awareness-raising of the population, should be considered the most effective methods of prevention.

Estudo realizado no município de São Paulo entre janeiro de 2001 e julho de 2002 e tem como objetivo analisar o perfil do indivíduo envolvido em acidentes motociclísticos avaliando: o perfil do condutor, as circunstâncias dos acidentes, as lesões e o uso de equipamentos de segurança. Foram encontrados 387 pacientes sendo 354(91,0%) do sexo masculino, entre 16 e 44 anos e considerados os indivíduos que necessitaram somente do tratamento traumato-ortopédico. O mecanismo de trauma mais comum envolveu a colisão entre a moto com outro veículo (67,0%), numa velocidade entre 20-60km/h (73,0%), em pessoas com menor experiência (67,0%) na idade entre 21-24 anos (45,0%), nos quais 532 (53,9%) lesões ocorreram nos membros inferiores. Quanto ao tipo de lesão tivemos 393(39,8%) ferimentos, 314(31,8%) contusões e 212(21,5%) fraturas [ossos do pé 34(16%), fêmur 32(15,1%), tornozelo 27(12,7%), tíbia 25(11,8%)]. A reincidência foi observada em 231(60,0%) acidentes e somente 6,0% dos pacientes não usavam equipamentos de proteção.O aumento da velocidade relacionou-se à um índice maior de fraturas quando foi aplicado o teste de Mann-Whitney (p=0,001). Pesquisas de engenharia mecânica e de engenharia de tráfego, associadas à rigorosa fiscalização e conscientização da população, devem ser consideradas o método mais efetivo , que é o da prevenção.
Palavra-chave Motorcycles
Accidents, traffic
Trauma
Motocicletas
Acidentes de trânsito
Traumatismos
Idioma Português
Data de publicação 2010-01-01
Publicado em Acta Ortopédica Brasileira. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 18, n. 6, p. 353-356, 2010.
ISSN 1413-7852 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 353-356
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522010000600010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000285162000010
SciELO S1413-78522010000600010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5483

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-78522010000600010.pdf
Tamanho: 692.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta