Bacteremia após a colangiopancreatografia retrógrada endoscópica, com e sem procedimento terapêutico: freqüência, fatores associados e significado clínico

Bacteremia após a colangiopancreatografia retrógrada endoscópica, com e sem procedimento terapêutico: freqüência, fatores associados e significado clínico

Título alternativo Bacteremia after endoscopic retrograde cholangiopancreatography with or without therapeutic procedure: frequency, associated factors and clinical manifestations
Autor Campos, G.m.r. Autor UNIFESP Google Scholar
Herani Filho, B. Autor UNIFESP Google Scholar
Pereira, Carlos Alberto Pires Autor UNIFESP Google Scholar
De O. Machado, A.m. Autor UNIFESP Google Scholar
Baretta, M.c.c. Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE. To determine the frequency, associate factors and clinical features of bacteremia in patients undergoing endoscopic retrograde cholangiopancreatography (ERCP), with or without therapeutic procedures. METHODS. Prospectively, 42 consecutives patients undergoing 46 endoscopic retrograde cholangiopancreatographies (ERCPs) from August to December 1994 were analyzed. The search for bacteremia was done by drawing 6 blood samples for cultures from peripheral blood. Two blood samples were collected before the ERCP and 4 of them after. The bottles used for cultures were BactecTM bottles. The bottles were incubated in the Bactec 9240TM system, and eventual bacteria detect were identificated by the manual routine of the laboratory and also with the autoScanTM/MicroscanTM system. RESULTS. All blood cultures obtained before the ERCPs were negatives. Bacteremia were detected after 7 endoscopic procedures. In two episodes of bacteremia, the microorganism identified (Staphylococcus epidermidis) was considered to be a contaminant. The other 5 episodes of bacteremia were considered true bacteremia (frequency 10.9%), and the microorganisms identified were: Streptococcus viridans, Corynebacterium sp., Enterobacter cloacae, Klebsiella oxytoca and Enterobacter aerogenes. This episodes were more frequent in the blood cultures obtained immediately after the ERCPs (p<0.05), and occurred exclusively in the patients who were not receiving antibiotics (p=0.0192). Clinical manifestation of the episodes of bacteremia were not detected. CONCLUSION. The episodes of bacteremia occurred exclusively in the patients who were not receiving antibiotics, were transient and completely no symptomatic.

OBJETIVO. O objetivo do presente estudo foi avaliar a freqüência, os fatores associados e a manifestação clínica de bacteremia em pacientes submetidos à colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE), associada ou não à realização de procedimento terapêutico. CASUÍSTICA. Foram analisadas prospectivamente 46 colangiopancreatografias retrógradas endoscópicas (CPREs) realizadas em 42 pacientes. Os pacientes foram divididos em três subgrupos na dependência da utilização de antibióticos, da presença de obstrução do ducto biliar e/ou pancreático e da realização de procedimentos terapêuticos. MÉTODO. A pesquisa de bacteremia foi realizada mediante coleta de hemoculturas seriadas antes e após a CPRE. Foram utilizados, como meio para as hemoculturas, frascos tipo Bactec®, capazes de receber maiores volumes de sangue e com resinas para adsorção de antibióticos. A análise de positividade das hemoculturas foi realizada no sistema Bactec 9240®, e a identificação das bactérias, por meio de rotina do Laboratório Central da instituição e com o sistema autoScan®/Microscan® . RESULTADOS. Foi detectada bacteremia após sete exames; entretanto, em dois os microrganismos isolados foram considerados contaminantes. Em cinco exames ocorreu bacteremia verdadeira (freqüência, 10,9%). Foram identificados os microrganismos: Streptococcus viridans, Corynebacterium sp., Enterobacter cloacae, Klebsiella oxytoca e Enterobacter aerogenes. Os episódios de bacteremia foram detectados com maior freqüência nas hemoculturas realizadas imediatamente após os exames (p<0,05), e foram restritos aos pacientes que não estavam utilizando antibióticos (p=0,0192). Não houve manifestação clínica dos episódios de bacteremia. CONCLUSÕES. Concluiu-se que os episódios de bacteremia ocorreram exclusivamente nos pacientes que não estavam utilizando antibióticos e foram transitórios e completamente assintomáticos.
Palavra-chave Endoscopic retrograde cholangiopancreatographies
Bacteremia
Pancreatocolangiografia retrógrada endoscópica
Bacteremia
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 1997-12-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 43, n. 4, p. 326-334, 1997.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 326-334
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42301997000400009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42301997000400009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/547

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42301997000400009.pdf
Tamanho: 126.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta