Heterogeneity of carboxyl-terminal parathyroid hormone circulating forms in patients with hyperparathyroidism due to end stage renal disease

Heterogeneity of carboxyl-terminal parathyroid hormone circulating forms in patients with hyperparathyroidism due to end stage renal disease

Título alternativo Heterogeneidade das formas carboxi-terminal circulantes de paratormônio em pacientes com hiperparatiroidismo devido à insuficiência renal crônica terminal
Autor Vieira, José Gilberto H. Autor UNIFESP Google Scholar
Kunii, Ilda S. Autor UNIFESP Google Scholar
Ohe, Monique Nakayama Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Aluizio Barbosa de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To study carboxyl-terminal (COOH) parathyroid hormone (PTH) circulating forms in patients with hyperparathyroidism due to end stage renal disease (ESRD). METHODS: An immunometric assay that recognizes both intact and COOH PTH forms was developed. The assay, in conjunction with an intact assay, was used to measure PTH in serum samples obtained from 25 patients with hyperparathyroidism due to ESRD. Samples were also submitted to gel filtration chromatography in a Superdex® 30 1.6 x 60 cm column, and the PTH content in the elution tubes, measured using both assays. RESULTS: Values from 39.000 to 232.300 ng/mL (mean ± sd = 101.680 ± 45.330 ng/mL) were found using the COOH assay (PTH 39-84 was used as standard). Values obtained by the intact PTH assay ranged from 318 to 3.307 ng/mL (1.769 ± 693 ng/mL) with a correlation between assays of 0.462 (p = 0.02). The elution profile obtained using the COOH assay showed a preponderance of forms with MW ranging from 8.500 to 4.500 daltons. The profiles obtained from the 25 patients were very similar. CONCLUSIONS: In patients with hyperparathyroidism due to ESRD circulating PTH levels contain a broad range of molecular forms including COOH with MW ranging from 8.500 to 4.500 daltons. These forms are not recognized by the standard intact PTH assays. The correlation of these findings to the clinical aspects of bone disease in ESRD patients remains to be studied.

OBJETIVO: Estudar as formas carboxi-terminal (COOH) circulantes de paratormônio (PTH) em pacientes com hiperparatiroidismo devido à insuficiência renal crônica (IRC) terminal. MÉTODOS: Foi desenvolvido um ensaio imunométrico que reconhece formas intactas e COOH longas de PTH. Esse ensaio foi utilizado, em conjunto com um ensaio para molécula intacta de PTH, em amostras de 25 pacientes com hiperparatiroidismo devido à IRC. As amostras também foram submetidas à cromatografia de gel filtração em coluna de Superdex® 30 de 1,6 x 60 cm, e o conteúdo de PTH nos tubos de eluato foi medido, empregando-se os dois ensaios. RESULTADOS: Valores entre 39.000 e 232.300 ng/mL (média ± dp = 101,680 ± 45,330 ng/mL) foram obtidos usando-se o ensaio COOH (PTH 39-84 foi utilizado como padrão). Com o ensaio para PTH intacto, os valores distribuíram-se entre 318 e 3,307 ng/mL (1,769 ± 693 ng/mL) com correlação entre ambos de 0,462 (p = 0,02). O perfil cromatográfico obtido com o ensaio COOH mostrou predomínio de formas com PM entre 8.500 e 4.500 daltons. Os perfis cromatográficos dos 25 pacientes foram bastante semelhantes. CONCLUSÕES: Em pacientes com hiperparatiroidismo devido à IRC, os níveis circulantes de PTH contêm um espectro de formas moleculares que incluem formas carboxi-terminais, com PM entre 8.500 e 4.500 daltons. Essas formas não são reconhecidas pelos ensaios de rotina utilizados para a medida de PTH intacto. A correlação entre esses achados e os aspectos clínicos da doença óssea em pacientes com IRC necessita de maiores estudos.
Palavra-chave PTH assays
carboxyl-terminal fragments of PTH
end-stage kidney disease
chromatography, gel
Ensaios para PTH
formas carboxi-terminais de PTH
insuficiência renal crônica
cromatografia em gel
Idioma Inglês
Data de publicação 2009-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 53, n. 9, p. 1074-1078, 2009.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 1074-1078
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302009000900003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000273531900003
SciELO S0004-27302009000900003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5445

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27302009000900003.pdf
Tamanho: 538.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta