Aspectos da saúde reprodutiva em homens com miopatia inflamatória idiopática: um estudo multicêntrico

Aspectos da saúde reprodutiva em homens com miopatia inflamatória idiopática: um estudo multicêntrico

Título alternativo Reproductive health aspects in men with idiopathic inflammatory myopathy: a multicenter study
Autor Silva, Clovis Artur Almeida da Google Scholar
Moraes, Ana Julia Pantoja Google Scholar
Leal, Marta Miranda Google Scholar
Sallum, Adriana Maluf Elias Google Scholar
Bonfá, Eloisa Silva Dutra de Oliveira Google Scholar
Borges, Claudia Tereza Lobato Google Scholar
Hilário, Maria Odete Esteves Autor UNIFESP Google Scholar
Terreri, Maria Teresa Ramos Ascensão Autor UNIFESP Google Scholar
Ronchezel, Marcos Google Scholar
Saito, Osmar Google Scholar
Hallak, Jorge Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal do Pará Departamento de Pediatria
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Santa Casa de São Paulo Setor de Reumatologia Pediátrica
Resumo OBJECTIVE: To evaluate reproductive health of males with idiopathic inflammatory myopathies (IIM), and comparing them with a control group. METHODS: Demographic data, urologic evaluation (including pubertal parameters and sexual/erectile function), testicular ultrasound, hormone profile, semen analysis, clinical features, and treatment of 25 IIM patients were evaluated. The control group was composed of 25 healthy males. RESULTS: Median age of IIM patients was similar to that of the control group (24 versus 27 years, P = 0.566). The frequency of sexual activity, number of partners with spontaneous pregnancies after the onset of the disease, and use of condom were significantly lower in IIM patients than in the control group (60% versus 96%, P = 0.004; 16% versus 60%, P = 0.0031; 40% versus 76%, P = 0.021, respectively). Moreover, the frequency of testicular atrophy (28% versus 4%, P = 0.049), elevated levels of FSH and/or LH (25% versus 0%, P = 0.05), and sperm abnormalities (40% versus 0%, P = 0.0006) were statistically higher in IIM patients than in the control group. Median age of onset of IIM and current age were significantly higher in IIM patients with sexual/erectile dysfunction than in patients without this dysfunction (41 versus 12.5 years, P = 0.014; 46 versus 21 years, P = 0.027, respectively). On the other hand, differences in the age of spermarche, parameters of gonadal function, disease activity, muscle enzymes, and treatment were not observed between IIM patients with or without sexual/erectile dysfunction. CONCLUSION: This is the first study to identify changes in reproductive health and gonadal dysfunction in male IIM patients. Rheumatologists should discuss sexual problems with their patients, counseling them on contraceptive methods.

OBJETIVO: Avaliar a saúde reprodutiva de homens com miopatia inflamatória idiopática (MII) e compará-la com controles saudáveis. MÉTODOS: Vinte e cinco pacientes com MII (dermatomiosite ou polimiosite) foram avaliados com relação aos dados demográficos, exame urológico (incluindo parâmetros pubertários e função sexual/erétil), ultrassonografia testicular, perfil hormonal, análise seminal, características clínicas e tratamento. O grupo controle incluiu 25 homens saudáveis. RESULTADOS: A mediana da idade atual foi similar nos pacientes com MII e controles (24 versus 27 anos, P = 0,566). As frequências de atividade sexual, número de parceiras com gestações espontâneas após início da doença e uso de preservativo masculino foram significativamente menores nos pacientes com MII versus controles (60% versus 96%, P = 0,004; 16% versus 60%, P = 0,0031; 40% versus 76%, P = 0,021; respectivamente). Além disso, as frequências de atrofia testicular (28% versus 4%, P = 0,049), níveis elevados de FSH e/ou LH (25% versus 0%, P = 0,05) e alterações dos espermatozoides (40% versus 0%, P = 0,0006) foram estatisticamente maiores nos pacientes com MII quando comparados aos controles. As medianas das idades de início da doença e atual foram estatisticamente maiores nos pacientes com MII que apresentaram disfunção sexual/erétil versus sem disfunção (41 versus 12,5 anos, P = 0,014; 46 versus 21 anos, P = 0,027; respectivamente). Entretanto, comparando-se, pacientes com disfunção sexual/erétil e sem disfunção, nenhuma diferença foi evidenciada em relação à idade da espermarca, parâmetros de função gonadal, atividade da doença, enzimas musculares e tratamento. CONCLUSÃO: Este foi o primeiro estudo que identificou alterações da saúde reprodutiva e disfunção gonadal em homens com MII. Reumatologistas devem discutir problemas sexuais e orientar contracepção aos seus pacientes.
Palavra-chave reproductive health
sexual function
sperm
hormone
idiopathic inflammatory myopathy
male
saúde reprodutiva
função sexual
sêmen
hormônio
miopatia inflamatória idiopática
homem
Idioma Português
Data de publicação 2009-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Reumatologia. Sociedade Brasileira de Reumatologia, v. 49, n. 6, p. 677-689, 2009.
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 677-689
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042009000600005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0482-50042009000600005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5433

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042009000600005.pdf
Tamanho: 298.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta