O cigarro como um fator de risco para alterações auditivas

O cigarro como um fator de risco para alterações auditivas

Título alternativo Cigarette smoking as a risk factor for auditory problems
Autor Paschoal, Carolina Pamplona Google Scholar
Azevedo, Marisa Frasson de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Smoking is a public health concern and we are still unsure of its relation with auditory problems. AIM: To study the effects of cigarette smoking in auditory thresholds, in otoacoustic emissions and in their inhibition by the efferent olivocochlear medial system. MATERIALS AND METHODS: 144 adults from both genders, between 20 and 31 years of age, smoking and non-smoking individuals were submitted to conventional and high-frequency audiometry, transient stimuli otoacoustic emissions and suppression effect investigation. RESULTS: smokers presented worse auditory thresholds in the frequencies of 12.500Hz in the right ear and 14,000 kHz in both ears. Regarding the otoacoustic emissions, smokers group presented a lower response level in the frequencies of 1,000Hz in both ears and 4,000Hz in the left ear. Among smokers there were more cases of cochlear dysfunction and tinnitus. CONCLUSION: Our results suggest that cigarette smoking has an adverse effect on the auditory system.

O tabagismo é um problema de saúde pública e ainda não se sabe ao certo sua relação com problemas auditivos. OBJETIVO:Verificar o efeito do cigarro nos limiares audiométricos, na ocorrência das emissões otoacústicas e na inibição das mesmas pelo sistema eferente olivococlear medial. MATERIAL E MÉTODO: 144 adultos de ambos os sexos, entre 20 a 31 anos, fumantes e não fumantes, foram submetidos a audiometria convencional e de alta frequência, emissões otoacústicas por estímulo transiente e a pesquisa do efeito de supressão. RESULTADOS: O grupo de fumantes apresentou limiares auditivos piores nas frequências 12500Hz na orelha direita e 14000Hz em ambas orelhas. Nas emissões otoacústicas apresentou nível de resposta menor nas frequências de 1000Hz em ambas orelhas e 4000Hz na orelha esquerda. O grupo de fumantes também apresentou maior número de casos com disfunção coclear e queixa de zumbido. CONCLUSÃO: Os resultados do estudo sugerem que o cigarro tem um efeito nocivo no sistema auditivo.
Palavra-chave audiometry
high-frequency
hearing loss
smoking
otoacoustic emissions
audiometria
emissões otoacústicas espontâneas
perda auditiva de alta frequência
tabagismo
zumbido
Idioma Português
Data de publicação 2009-12-01
Publicado em Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial, v. 75, n. 6, p. 893-902, 2009.
ISSN 1808-8694 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Extensão 893-902
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1808-86942009000600021
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1808-86942009000600021 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5404

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1808-86942009000600021.pdf
Tamanho: 222.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta