Estudo longitudinal da atenção compartilhada em crianças autistas não-verbais

Estudo longitudinal da atenção compartilhada em crianças autistas não-verbais

Título alternativo Longitudinal study of joint attention in non-verbal autistic children
Autor Farah, Leila Sandra Damião Autor UNIFESP Google Scholar
Perissinoto, Jacy Autor UNIFESP Google Scholar
Chiari, Brasilia Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: to identify and characterize abilities of Joint Attention of non-verbal autistic children through the observation of communicative behaviors. METHODS: the research involved 5 boys, between 5,9 and 8,6-year old, diagnosed as Autistic Disorder (DSM IV, 2002), recorded in two instances with a four months interval. Meanwhile, the children were submitted to a language therapy mediation based on Joint Attention stimulation. Each recording was 15 minutes long and involved one child or group of 2-3 children with the therapist within non-directed and semi-directed interaction situations, at school where they studied. We observed and registered behaviors regarding Joint Attention abilities. The used material involved percussion instruments. Data were analyzed in relation to time, interaction and interlocutor. RESULTS: the gaze behavior showed the greatest growth in each subject. Data analysis revealed that the subjects showed qualitative trends for evolution of the Joint Attention ability revealing important clinical meaning although there was lack of statistical significance. Each subject showed characteristics and evolution of the communicative behaviors regarding Joint Attention in an individualized manner. After the period of language therapy intervention, we observed a quantitative behavioral growth in the 5 subjects, specifically under child-therapist interaction. CONCLUSIONS: the gaze behavior is an important step for the development of others behaviors toward Joint Attention. The adult-child interaction situation facilitates the appearance of communication behaviors and sharing. Language therapy with focus on the Joint Attention abilities seems to contribute positively for communication development of autistic children.

OBJETIVO: identificar e caracterizar as habilidades e o desenvolvimento da Atenção Compartilhada de crianças autistas, não-verbais, pela observação de comportamentos comunicativos. MÉTODOS: a pesquisa envolveu cinco meninos, entre 5a,9m e 8a,6m, com diagnóstico de Transtorno Autista (DSM-IV, 2002), filmados em dois momentos, com intervalo de 4 meses. Neste período, as crianças foram submetidas à intervenção fonoaudiológica baseada na estimulação da Atenção Compartilhada. Cada gravação era de 15 minutos e envolvia uma criança ou um grupo de 2-3 crianças com a terapeuta, em situações de interação não-dirigida e semi-dirigida, na escola onde estudavam. Foram observados e registrados comportamentos referentes às habilidades de Atenção Compartilhada. O material utilizado envolveu instrumentos musicais de percussão. Os dados foram analisados considerando-se o tempo, a interação e o(s) interlocutor(es). RESULTADOS: o comportamento olhar apresentou maior crescimento em cada um dos sujeitos. A análise dos dados revelou que os sujeitos apresentaram tendências qualitativas de evolução da habilidade de compartilhar a atenção, revelando um significado clínico importante, apesar da não ocorrência de significância estatística. Cada sujeito apresentou características e evolução dos Comportamentos Comunicativos relativos à Atenção Compartilhada de maneira individualizada. Após o período de intervenção fonoaudiológica, verificou-se aumento quantitativo dos comportamentos observados nos cinco sujeitos, principalmente na interação criança-terapeuta. CONCLUSÕES: o olhar é um importante patamar para o desenvolvimento dos outros comportamentos em direção à Atenção Compartilhada. A interação adulto-criança favorece o surgimento de comportamentos comunicativos e o compartilhar. A terapia fonoaudiológica focada nas habilidades de Atenção Compartilhada parece contribuir positivamente para o desenvolvimento da comunicação das crianças autistas.
Palavra-chave Autistic Disorder
Language Development
Language Therapy
Interpersonal Relations
Social Behavior
Transtorno Autístico
Desenvolvimento da Linguagem
Terapia da Linguagem
Relações Interpessoais
Comportamento Social
Idioma Português
Data de publicação 2009-12-01
Publicado em Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 11, n. 4, p. 587-597, 2009.
ISSN 1516-1846 (Sherpa/Romeo)
Publicador CEFAC Saúde e Educação
Extensão 587-597
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462009000800007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-18462009000800007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5364

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-18462009000800007.pdf
Tamanho: 852.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta