Corantes vitais em cromovitrectomia

Corantes vitais em cromovitrectomia

Título alternativo Vital dyes in chromovitrectomy
Autor Dib, Eduardo Autor UNIFESP Google Scholar
Rodrigues, Eduardo Buchele Autor UNIFESP Google Scholar
Maia, Maurício Autor UNIFESP Google Scholar
Meyer, Carsten H. Google Scholar
Penha, Fernando Marcondes Autor UNIFESP Google Scholar
Furlani, Bruno de Albuquerque Autor UNIFESP Google Scholar
Costa, Elaine de Paula Fiod Autor UNIFESP Google Scholar
Farah, Michel Eid Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
University of Bonn Department of Ophthalmology
Resumo The aim of this article is to present the current data with regard to the application of vital dyes during vitreoretinal surgery, chromovitrectomy, as well as to overview the current literature regarding the properties of dyes, techniques of application, indications and complications in chromovitrectomy. A large body of published research has recently addressed the toxicity profile of indocyanine green for chromovitrectomy. Experimental data demonstrate dose-dependent toxicity of indocyanine green to various retinal cells. Newer generation vital dyes for chromovitrectomy include trypan blue, patent blue, triamcinolone acetonide, infracyanine green, sodium fluorescein, bromophenol blue, fluorometholone acetate and brilliant blue. Novel instruments may enable a selective painting of preretinal tissues during chromovitrectomy. This review suggests that the field of chromovitrectomy represents an expanding area of research. The first line agents for internal limiting membrane staining in chromovitrectomy are indocyanine green, infracyanine green, and brilliant blue. Patent blue, bromophenol blue and trypan blue arose as outstanding biostains for visualization of epiretinal membranes. Novel dyes available for chromovitrectomy deserve further investigation.

O objetivo do artigo é apresentar os dados atuais da aplicação de corantes vitais durante cirurgia vitreorretiniana, cromovitrectomia, bem como uma revisão da literatura atual sobre o assunto no tocante às técnicas de aplicação, indicações e complicações em cromovitrectomia. Um grande número de publicações tem abordado o perfil tóxico da indocianina verde na cromovitrectomia. Dados experimentais mostram uma toxicidade dose-dependente da mesma em várias populações de células retinianas. Novas gerações de corantes incluem: azul tripan, azul patente, acetato de triancinolona, infracianina verde, fluoresceína sódica, azul de bromofenol, acetato de fluorometolona e azul brilhante. Novos instrumentos podem permitir um corar seletivo de estruturas durante a vitrectomia. Este artigo mostra que o campo da cromovitrectomia está em plena expansão de pesquisas. Os corantes de primeira linha são a indocianina verde, infracianina verde e o azul brilhante. Azul patente, azul de bromofenol e azul tripan surgem como novos adjuvantes para melhor observação da membrana epirretiniana. Demais corantes que surgiram merecem maior investigação.
Palavra-chave Vitrectomy
Vitreous body
Indocyanine green
Macular hole
Retina
Trypan blue
Coloring agents
Epiretinal membrane
Vitrectomia
Corpo vítreo
Verde de indocianina
Buraco macular
Retina
Azul tripano
Agentes corantes
Membrana epirretiniana
Idioma Português
Data de publicação 2009-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 72, n. 6, p. 845-850, 2009.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 845-850
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492009000600022
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492009000600022 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5361

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492009000600022.pdf
Tamanho: 367.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta