Evaluation of intense physical effort in subjects with temporal lobe epilepsy

Evaluation of intense physical effort in subjects with temporal lobe epilepsy

Título alternativo Avaliação do esforço físico intenso em indivíduos com epilepsia do lobo temporal
Autor Camilo, Fabio Google Scholar
Scorza, Fulvio Alexandre Autor UNIFESP Google Scholar
Albuquerque, Marly de Autor UNIFESP Google Scholar
Vancini, Rodrigo Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Cavalheiro, Esper Abrão Autor UNIFESP Google Scholar
Arida, Ricardo Mario Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade de Mogi das Cruzes Núcleo de Pesquisas Tecnológicas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo People with epilepsy have been discouraged from participating in physical activity due to the fear that it will exacerbate seizures. Although the beneficial effect of aerobic exercise in people with epilepsy, little objective evidence regarding the intensity of exercise has been reported. We investigated the effect of incremental physical exercise to exhaustion in people with epilepsy. Seventeen persons with temporal lobe epilepsy and twenty one control healthy subjects participated in this study. Both groups were submitted to echocolordoppler and electrocardiogram at rest and during physical effort. None of patients reported seizures during physical effort or in the recovery period of ergometric test. Both groups presented physiological heart rate and blood pressure responses during the different stages of the ergometric test. Only few patients presented electrocardiography or echocardiography alterations at rest or during effort. In conclusion, this work suggests that physical effort to exhaustion is not a seizure-induced component.

Pessoas com epilepsia têm sido desencorajadas a participar de atividades físicas por medo que o exercício físico possa exacerbar as crises epilépticas. Apesar dos efeitos benéficos do exercício físico aeróbico em pessoas com epilepsia, informações em relação à intensidade do exercício têm sido pouco estudadas. Neste estudo, investigamos o efeito do exercício físico incremental até a exaustão (teste ergométrico) em pessoas com epilepsia. Dezessete pessoas com epilepsia do lobo temporal e vinte e um indivíduos saudáveis (controles) participaram do estudo. Os dois grupos foram submetidos a ecocardiograma e eletrocardiograma em repouso e durante o esforço físico. Nenhum indivíduo com epilepsia apresentou crises durante o esforço físico ou no período de recuperação do teste ergométrico. Ambos os grupos apresentaram respostas fisiológicas da frequência cardíaca e pressão arterial durante os diferentes estágios do teste de esforço. Somente algumas pessoas com epilepsia apresentaram alterações ecocardiográficas e eletrocardiográficas em repouso ou durante o esforço. Em conclusão, este estudo sugere que o esforço físico exaustivo parece não ser um componente indutor de crises epilépticas.
Palavra-chave epilepsy
exercise
ergometric test
seizure
patient
maximal physical effort
epilepsia
exercício
teste ergométrico
crises epiléticas
paciente
esforço físico máximo
Idioma Inglês
Data de publicação 2009-12-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 67, n. 4, p. 1007-1012, 2009.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 1007-1012
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000600009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000272736500009
SciELO S0004-282X2009000600009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5350

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2009000600009.pdf
Tamanho: 273.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta