O humanismo na perspectiva de estudantes de Medicina da UFAL

O humanismo na perspectiva de estudantes de Medicina da UFAL

Título alternativo Humanism from the perspective of medical students at UFAL
Autor Azevedo, Cristina Camelo De Google Scholar
Ribeiro, Maria Auxiliadora Teixeira Google Scholar
Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Alagoas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This article presents the results of a study on humanist concepts and their contribution to medical training from the students' perspective in the School of Medicine at the Federal University in Alagoas, Brazil, from November 2006 to July 2007. The methodology included five focus groups in which statements by 73 students were recorded and subjected subsequently to discourse analysis. The results feature three aspects in: students' observations and experiences in the relationship to the institution and course and the feelings that emerge in their learning process; the student-faculty relationship during medical school; and the physician-patient relationship and physicians' interaction with others during their professional practice. The study detected elements that indicate a learning process interspersed with signs of dissatisfaction, irritation, impatience, and intolerance towards professors and their teaching methods and the institution. Humanization is not perceived in the teaching practices during medical training, although it is prioritized in the initial formal spaces of medical school.

Este artigo apresenta uma pesquisa que analisa as concepções de humanismo e suas contribuições para a formação médica, na ótica discente, no âmbito do curso de Medicina da Universidade Federal de Alagoas, no período compreendido de novembro de 2006 a julho de 2007. A metodologia escolhida foi a de realização de cinco grupos focais, nos quais foram coletados os depoimentos de 73 estudantes, analisados posteriormente por meio de referencial sobre as práticas discursivas. Os resultados encontrados destacam três aspectos acerca do que o estudante observa e vivencia: na relação com a instituição, o curso e os sentimentos que surgem no seu processo como aprendiz; sobre a relação aluno-professor no curso médico; e, por fim, sobre a relação médico-paciente e demais pessoas com quem o médico interage em seu exercício profissional. Surgiram elementos indicativos de um aprendizado entremeado de sinais de contrariedade, irritação, impaciência e intolerância com os professores e seus métodos e com a instituição. A humanização não é sentida nas práticas pedagógicas da formação médica, embora seja priorizada nos espaços formais iniciais do curso médico.
Palavra-chave Humanism
Humanization of Assistance
Student's, Medical
Education, Medical
Physician-Patient Relations
Humanismo
Humanização da assistência hospitalar
Estudantes de Medicina
Educação médica
Relações médico-paciente
Idioma Português
Data de publicação 2009-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Médica. Associação Brasileira de Educação Médica, v. 33, n. 4, p. 586-594, 2009.
ISSN 0100-5502 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Educação Médica
Extensão 586-594
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022009000400009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-55022009000400009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5340

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-55022009000400009.pdf
Tamanho: 245.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta