Efeitos da substituição do comportamento sedentário por atividade física leve e moderada à intensa na obesidade em adultos

Efeitos da substituição do comportamento sedentário por atividade física leve e moderada à intensa na obesidade em adultos

Author Gonze, Bárbara de Barros Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Dourado, Victor Zuniga Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract O comportamento sedentário (CS) tem sido associado com a ocorrência de doenças cardiovasculares, obesidade e mortalidade por todas as causas. No entanto, os efeitos deletérios à saúde relacionados ao CS podem não ocorrer de forma independente, mas sim por uma consequência da substituição do tempo gasto em atividades físicas (AF). Poucos estudos têm explorado esse tema, especialmente estudos de follow-up com adultos. Nossa hipótese é que a substitução isotemporal do CS por AF leve e atividade física moderada à intensa (AFMI) está associada de forma independente com a variação da massa corporal, índice de massa corporal (IMC) e porcentagem de gordura corporal (%GC) no período de 1 ano de follow-up em adultos assintomáticos. Nosso objetivo foi avaliar os efeitos tranversais e após 1 ano de follow-up da substituição do CS por AF leve e AFMI nos índices de obesidade em adultos assintomáticos por meio do uso da análise de substituição isotemporal. Foram incluídos 780 participantes (≥ 18 anos). Obtivemos a massa corporal, IMC e %GC (bioimpedância), bem como suas variações após um ano. Mensuramos AF e CS por meio de acelerômetros triaxiais (ActiGraph GT3X+) usados sobre do quadril dominante durante as horas de vigília, por pelo menos quatro dias consecutivos (4 - 7 dias). Após um ano, 242 participantes completaram todas as avaliações. Substituímos o tempo gasto em CS por AF leve ou AFMI e avaliamos as associações transversais e após um ano de follow-up com os índices de obesidade. A análise de substituição isotemporal transversal mostrou que a substituição de um bloco de 10 min de CS por AFMI resultou em diminuição significativa de 1,23 kg do peso corporal, 0,30 kg/m2 do IMC e 0,38% da GC. Substituir um bloco de 10 min de CS por AF leve resultou em valores significativamente menores do peso corporal (-1 kg) e IMC (-0,1 kg/m2). Não encontramos efeitos da substituição do CS por AF leve em relação à %GC. Quanto à análise de follow-up, observamos que a substituição do CS por AFMI foi associada a um declínio significativo na GC (-0,31%). Podemos concluir que o CS apresenta influência não consistente com os índices de obesidade em adultos assintomáticos e que sua substituição por AFMI está associada à melhora significativa na composição corporal mesmo durante um curto período de follow-up.

Sedentary behavior (CS) has been associated with occurrence of cardiovascular diseases, obesity, and all-cause mortality. However, deleterious health effects SBrelated may not occur independently, but rather as a consequence of the replacement of time spent on physical activities (PA). Few studies have explored this topic, especially follow-up studies with adults. Our hypothesis is that isotemporal SB substitution by light PA and moderate-to-vigorous physical activity (MVPA) is independently associated with body weight, body mass index (BMI), and percentage os fat body mass (%FBM) in a 1-yr follow-up in asymptomatic adults. Our objective was to evaluate the cross-sectional effects and after 1-yr follow-up of CS replacement by light AF and AFMI in obesity rates in asymptomatic adults through the use of isotemporal replacement analysis. A total of 780 participants (≥ 18 years) were included. We obtained body mass, BMI and %FBM (bioimpedance), as well as their variations after 1-yr. We measured PA and SB by triaxial accelerometers (ActiGraph GT3X +) used on the dominant hip during the waking hours, for at least four consecutive days (4-7 days). After 1-yr, 242 participants completed all assessments. We replaced the time spent on SB by light PA or MVPA, and evaluated the cross-sectional and after 1-yr follow-up associations with the obesity indexes. Cross-sectional isotemporal substitution analysis showed that the replacement of a 10 min SB block by MVPA resulted in a significant decrease of 1.23 kg body weight, 0.30 kg/m2 BMI and 0.38% FBM. Replacing a 10 min SB block with light PA resulted in significantly lower body weight (-1 kg) and BMI (- 0.1 kg/m 2 ). We did not find effects of SB substitution by light PA in relation to %FBM. Regarding the follow-up analysis, we observed that SB replacement by MVPA was associated with a significant decline in FBM (-0.31%). We can conclude that SB has an inconsistent influence on the rates of obesity in asymptomatic adults and that its replacement by AFMI is associated with a significant improvement in body composition even during a short follow-up period
Keywords Obesidade
Alterações do peso corporal
Acelerometria
Estilo de vida sedentário
Atividade motora
Métodos epidemiológicos
Obesity
Body Weight Changes
Accelerometry
Sedentary Lifestyle
Motor Activity
Epidemiologic Methods
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2016-12-07
Published in GONZE, Bárbara de Barros. Efeitos da substituição do comportamento sedentário por atividade física leve e moderada à intensa na obesidade em adultos. 2016. 36 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2016.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 36 f.
Access rights Closed access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53280

Show full item record




File

Name: BARBARA GONZE.pdf
Size: 537.3Kb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account