Obesidade e adipocinas inflamatórias: implicações práticas para a prescrição de exercício

Obesidade e adipocinas inflamatórias: implicações práticas para a prescrição de exercício

Título alternativo Obesity and inflammatory adipokines: practical implications for exercise prescription
Autor Prado, Wagner Luiz do Autor UNIFESP Google Scholar
Lofrano, Mara Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Oyama, Lila Missae Autor UNIFESP Google Scholar
Dâmaso, Ana Raimunda Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição UPE Escola Superior de Educação Física
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Obesity is a complex disease with a multifaceted etiology with its own physiopathology, co-morbidities and disabiliting capacities. It is crucial that obesity is acknowledged as a disease in order to treat it. Nowadays, the adipose tissue is the main focus of obesity research due to the improvement in the last decade on biological function of this tissue. It is now clear that white adipose tissue release a large amount of bioactive peptides called adipokines (which are proteins synthesized and released by adipose tissue). Thus, the aim of this review was to investigate the relationship between obesity and inflammatory adipokines, trying to discuss the role of physical exercise in the treatment of this pathology. The results have shown that one of the most important recent discoveries is the concept that obesity is characterized by a chronic inflammation state. Among all adipokines, IL-6, TNF- α, leptin (pro-inflammatory) and adiponectin (anti-inflammatory), have received special attention from the specialized literature. High concentration of these adipokines promotes impact in several body functions, which is strongly linked with cardiovascular diseases. Since obesity is considered an inflammatory disease, and exercise directly modulates this process, it is essential that one of the main aims of exercise therapies is the improvement of the inflammatory response of obese individuals.

A obesidade é uma doença complexa de etiologia multifacetada, com sua própria fisiopatologia, comorbidades e capacidades desabilitantes. Aceitar a obesidade como uma doença é fundamental para o seu tratamento. Atualmente, o tecido adiposo é um dos principais focos das pesquisas em obesidade, devido a uma revolução no entendimento da função biológica desse tecido desde a última década. Já está muito claro que o tecido adiposo branco secreta múltiplos peptídeos bioativos, denominados adipocinas (proteínas sintetizadas e secretadas pelo tecido adiposo). Dessa forma, o objetivo deste trabalho de revisão foi investigar a relação entre obesidade e adipocinas inflamatórias, buscando discutir o papel do exercício físico no tratamento dessa patologia. Os resultados demonstram que uma das mais importantes descobertas das pesquisas recentes em obesidade é o conceito de que ela é caracterizada por uma inflamação crônica. Dentre todas as adipocinas, sem dúvida, a IL-6, o TNF-α, a leptina (pró-inflamatórias) e a adiponectina (anti-inflamatória) vêm recebendo atenção especial da literatura especializada. O aumento da concentração dessas adipocinas promove grande impacto em diversas funções corporais que estão fortemente correlacionadas com doenças cardiovasculares. Uma vez que a obesidade é considerada uma doença inflamatória e o exercício físico modula de forma direta tais processos, é essencial que tenhamos como um dos objetivos principais de nossos programas de exercícios físicos a melhora da resposta inflamatória de obesos.
Palavra-chave adipose tissue
immunological system
lipid metabolism
inflammation
tecido adiposo
sistema imunológico
metabolismo lipídico
inflamação
Idioma Português
Data de publicação 2009-10-01
Publicado em PRADO, Wagner Luiz do et al . Obesidade e adipocinas inflamatórias: implicações práticas para a prescrição de exercício. Rev Bras Med Esporte, Niterói , v. 15, n. 5, p. 378-383, out. 2009
ISSN 1517-8692 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Extensão 378-383
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922009000600012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000271570600012
SciELO S1517-86922009000600012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5302

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1517-86922009000600012.pdf
Tamanho: 221.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta