Efeitos Da Prática Mental Sobre O Desempenho De Músicos Clarinetistas Em Uma Partitura Heterogênea E Atonal

Efeitos Da Prática Mental Sobre O Desempenho De Músicos Clarinetistas Em Uma Partitura Heterogênea E Atonal

Author Carvalho, Ricardo Ramos De Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Oliveira, Maria Gabriela Menezes De Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psicobiologia
Abstract Introduction: Mental practice is the cognitive rehearsal of a task without the participation of apparent physical movements. Combined with physical practice, it can be an effective strategy to improve performance on a given task. In this study, the mental practice was used by clarinetists to learn an unprecedented, heterogeneous and atonal music. Objective: To investigate the effects of training that combines mental practice with physical practice on clarinetist performance and its interaction with performance anxiety levels. Methods: Participants were allocated in 3 different groups as to the practice of the score or not. Everyone played the song for the first time (reading at first sight) and a last one (test), between these two executions there was a training stage where a group performed only physical practices; another inserted physical practice with mental practice and the third group did not perform any practice, only did the reading of some texts. Results: In terms of accuracy of musical notes, there was a significant effect on the interaction of both the physical practice group and the group that combined physical practice with mental practice with the improvement of performance when observed the total of measures played correctly, being only the group that did not practice at all, did not improve performance. The analysis of the hit number or error number in each measure showed a great variability in the level of difficulty between them. Regarding temporal regularity, all groups improved. There was no significant difference in anxiety levels, either between the groups, nor between baseline and pre-test. Discussion: Decreasing the amount of physical practice did not affect the performance of the clarinetists when performing a heterogeneous score, with varying degree of difficulty between the measures. Conclusion: Thus, this suggests that mental practice may be an effective strategy to reduce the amount of physical practice, without compromising performance.

Introdução: A prática mental é o ensaio cognitivo de uma tarefa sem que haja a participação de movimentos físicos aparentes. Combinada à prática física, ela pode ser uma estratégia eficaz para melhorar o desempenho em uma determinada tarefa. Neste estudo, a prática mental foi utilizada por clarinetistas para o aprendizado de uma música inédita, heterogênea e atonal. Objetivo: Investigar os efeitos produzidos pelo treinamento que combina prática mental com prática física na performance dos clarinetistas e a sua interação com os níveis de ansiedade de desempenho. Metodologia:Os participantes foram alocados em 3 grupos distintos quanto à forma de prática ou não da partitura. Todos tocaram a música uma primeira vez (leitura à primeira vista) e uma última (teste), entre estas duas execuções houve uma etapa de treinamento onde um grupo realizou apenas práticas físicas; outro intercalou prática física com prática mental e o terceiro grupo não realizou prática alguma, apenas fez a leitura de alguns textos. Resultados: Em termos de acurácia de notas musicais, houve efeito significativo na interação tanto do grupo de prática física, quanto do grupo que combinou prática física com prática mental com a melhora do desempenho quando observado o total de compassos tocados corretamente, sendo que apenas o grupo que não realizou prática alguma não melhorou o desempenho. A análise do número de acerto ou erro em cada compasso mostrou uma grande variabilidade no nível de dificuldade entre ele. Em relação a regularidade temporal, todos os grupos melhoraram. Não houve diferença significativa nos níveis de ansiedade, nem entre os grupos, nem entre o baseline e o pré-teste. Discussão: Diminuir a quantidade de prática física não prejudicou o desempenho dos clarinetistas ao executar uma partitura heterogênea, com grau de dificuldade variável entre os compassos. Conclusão: Assim, isto sugere que a prática mental pode ser uma estratégia eficaz para reduzir a carga de prática física, sem prejuízo ao desempenho.
Keywords Mental Practice
Mental Rehearsal
Motor Imagery
Auditory Imagery
Anxiety
Performance Anxiety
Music
Musical Performance
Prática Mental
Ensaio Mental
Imaginação Motora
Imaginação Auditiva
Ansiedade
Ansiedade De Desempenho
Música
Desempenho Musical
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (AFIP)
Date 2018-08-30
Published in CARVALHO, Ricardo Ramos De. Efeitos Da Prática Mental Sobre O Desempenho De Músicos Clarinetistas Em Uma Partitura Heterogênea E Atonal. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2018.
Research area Cognição
Knowledge area Ciências Da Saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 58 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6368211
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/52892

Show full item record




File

Name: 2018 CARVALHO, RICARDO RAMOS DE.Mestrado.pdf
Size: 2.469Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account