Amblyopia after unilateral infantile cataract extraction after six weeks of age

Amblyopia after unilateral infantile cataract extraction after six weeks of age

Título alternativo Ambliopia no pós-operatório de catarata congênita unilateral operada após seis semanas de vida
Autor Ejzenbaum, Fábio Autor UNIFESP Google Scholar
Salomão, Solange Rios Autor UNIFESP Google Scholar
Berezovsky, Adriana Autor UNIFESP Google Scholar
Waiswol, Mauro Google Scholar
Tartarella, Marcia Beatriz Autor UNIFESP Google Scholar
Sacai, Paula Yuri Autor UNIFESP Google Scholar
Pereira, Josenilson Martins Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Santa Casa de São Paulo Setor de Estrabismo e Neuro-Oftalmologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Santa Casa de São Paulo Departamento de Oftalmologia Setor de Catarata Congênita
Resumo PURPOSE: To determine interocular grating acuity difference in children treated for unilateral infantile cataract. METHODS: A group of 27 children previously treated for unilateral infantile cataract, had their monocular visual acuity measured by sweep visual evoked potentials. Interocular grating acuity difference was calculated as the absolute subtraction of monocular acuity scores. Lens status, opacity severity and eye alignment were considered for analysis. RESULTS: Mean interocular grating acuity difference obtained from unilateral cataract patients was 0.58 ± 0.20 logMAR. This result was significantly larger than 0.10 logMAR used as normative data. Children with severe opacities had a more pronounced amblyopia than the moderate ones. No significant correlation between amblyopia and strabismus or aphakia was found. CONCLUSIONS: Interocular acuity difference in this group of unilateral congenital cataract was more pronounced than previous reports, mainly because of delay in diagnosis, surgery and optical correction.

OBJETIVOS: Determinar a diferença interocular da acuidade visual de resolução de grades em crianças operadas de catarata congênita unilateral. MÉTODOS: Um grupo de 27 pacientes operados de catarata congênita unilateral tiveram mensurada sua acuidade visual monocular pelo potencial visual evocado de varredura. A diferença interocular foi calculada pela subtração absoluta das acuidades monoculares. A intensidade da opacificação, implante ou não de lente intraocular e presença de estrabismo foram consideradas para análise. RESULTADOS: A média da diferença interocular foi de 0,58 ± 0,20 logMAR. Esse resultado foi significantemente maior que 0,10 logMAR, valor considerado como média normal nos estudos normativos. Crianças com opacidades intensas tiveram ambliopia mais pronunciada que os casos moderados. Não houve correlação significante entre a intensidade da ambliopia com estrabismo e afacia. CONCLUSÕES: A diferença interocular nesse grupo de crianças operadas de catarata congênita unilateral foi muito mais pronunciada que artigos prévios, provavelmente pelos atrasos no diagnóstico, intervenção cirúrgica e correção óptica.
Assunto Amblyopia
Cataract
Postoperative complications
Ambliopia
Catarata
Complicações pós-operatórias
Idioma Inglês
Data 2009-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 72, n. 5, p. 645-649, 2009.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 645-649
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492009000500009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000274754600009
SciELO S0004-27492009000500009 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5283

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27492009000500009.pdf
Tamanho: 504.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)