Incidência da sindrome pré-menstrual na prática de esportes

Incidência da sindrome pré-menstrual na prática de esportes

Título alternativo Incidence of pre-menstrual syndrome in sports practice
Autor David, Alexandra Martins Autor UNIFESP Google Scholar
Di Bella, Zsuzsana Jármi Autor UNIFESP Google Scholar
Berenstein, Eliezer Google Scholar
Lopes, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Vaisberg, Mauro Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Faculdade de Medicina ABC
Resumo Despite the increasing number of women who practice physical exercise, there are still few reports concerned with anatomy, psychology and mainly hormones that could affect their performance. Although there is a multitude of articles about the effects of physical exercise in menstruation, only a few of them report how this function interferes in women's performance. The association physical exercise - menstruation has been studied but without considering the changes during the cycle, the perimenstrual symptoms. Therefore, the aim of this article was to investigate the incidence and periodicity of pre-menstrual symptoms in athletes. A daily questionnaire was applied with the aim to follow the pre-menstrual symptoms during a period of 3 consecutive months. The population of the study was composed by 31 female athletes in fertile age. RESULTS: The prevalence of PMS in athletes was of 71% and the mainly reported symptoms were irritability (86.5%), mood swings (77.3%) and cramps (72.7%). Other symptoms were reported by 59% of the athletes during the pre-menstrual period. CONCLUSION: Our data show a high prevalence of PMS among athletes.

Apesar do grande aumento do número de mulheres no esporte, é escassa a literatura sobre aspectos anatômicos, psicológicos e principalmente hormonais que afetam o desempenho das mulheres praticantes de exercício físico. Embora existam muitas pesquisas relatando como o exercício afeta a menstruação, são poucos os estudos de como o ciclo menstrual interfere no desempenho feminino. A maioria dos estudos cita a relação do desempenho e o ciclo menstrual, mas não leva em consideração as alterações do ciclo, as moléstias perimenstruais (MPM)(1). OBJETIVO: Observar a incidência e a frequência dos sintomas da síndrome pré-menstrual em atletas. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Em 31 atletas de handebol em idade fértil foi aplicado um diário de sintomas pré-menstruais(2) por um período de três meses consecutivos. RESULTADOS: A prevalência de SPM em atletas foi de 71%, sendo o sintoma mais relatado o de irritabilidade, em 86,4% das atletas, seguidos de mudanças de humor (77,3%) e cólicas (72,7%); 59% das atletas indicaram algum outro sintoma no período pré-menstrual. CONCLUSÕES: Observou-se alta prevalência de SPM em atletas.
Assunto menstrual cycle
physical exercise
athletes
pre-menstrual syndrome
ciclo menstrual
exercício físico
atletas
síndrome pré-menstrual
Idioma Português
Data 2009-10-01
Publicado em DAVID, Alexandra Martins et al . Incidência da sindrome pré-menstrual na prática de esportes. Rev Bras Med Esporte, Niterói , v. 15, n. 5, p. 330-333, out. 2009
ISSN 1517-8692 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Extensão 330-333
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922009000600001
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000271570600001
SciELO S1517-86922009000600001 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5280

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1517-86922009000600001.pdf
Tamanho: 248.1Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)