Empilhamento de ar e compressão torácica aumentam o pico de fluxo da tosse em pacientes com distrofia muscular de Duchenne

Empilhamento de ar e compressão torácica aumentam o pico de fluxo da tosse em pacientes com distrofia muscular de Duchenne

Título alternativo Air stacking and chest compression increase peak cough flow in patients with Duchenne muscular dystrophy
Autor Brito, Magneide Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Moreira, Gustavo Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Pradella-Hallinan, Márcia Lurdes de Cássia Autor UNIFESP Google Scholar
Tufik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate cough efficiency using two manually-assisted cough techniques. METHODS: We selected 28 patients with Duchenne muscular dystrophy. The patients were receiving noninvasive nocturnal ventilatory support and presented FVC values < 60% of predicted. Peak cough flow (PCF) was measured, with the patient seated, at four time points: at baseline, during a spontaneous maximal expiratory effort (MEE); during an MEE while receiving chest compression; during an MEE after air stacking with a manual resuscitation bag; and during an MEE with air stacking and compression (combined technique). The last three measurements were conducted in random order. The results were compared using Pearson's correlation test and ANOVA with repeated measures, followed by Tukey's post-hoc test (p < 0.05). RESULTS: The mean age of the patients was 20 ± 4 years, and the mean FVC was 29 ± 12%. Mean PCF at baseline, with chest compression, after air stacking and with the use of the combined technique was 171 ± 67, 231 ± 81, 225 ± 80, and 292 ± 86 L/min, respectively. The results obtained with the use of the combined technique were significantly better than were those obtained with the use of either technique alone (F[3.69] = 67.07; p < 0.001). CONCLUSIONS: Both chest compression and air stacking techniques were efficient in increasing PCF. However, the combination of these two techniques had a significant additional effect (p < 0.0001).

OBJETIVO: Avaliar a eficiência da tosse através do uso de duas manobras manuais de auxílio à tosse. MÉTODOS: Foram selecionados 28 pacientes portadores de distrofia muscular de Duchenne em uso de ventilação mecânica não-invasiva noturna e CVF < 60% do previsto. O pico de fluxo da tosse (PFT) foi medido, com o paciente sentado, em quatro momentos: com esforço expiratório máximo (EEM) de forma espontânea (basal), EEM associado à compressão torácica, EEM após empilhamento de ar com bolsa de ventilação e EEM com o uso dessas duas técnicas (técnica combinada). As três últimas medições foram realizadas em ordem aleatória. Os resultados foram comparados usando o teste de correlação de Pearson e ANOVA para medidas repetidas, seguido do teste post hoc de Tukey (p < 0,05). RESULTADOS: A idade média dos pacientes foi de 20 ± 4 anos, e a CVF média foi de 29 ± 12%. A média de PFT basal, com compressão torácica, com empilhamento de ar e com o uso da técnica combinada foi 171 ± 67, 231 ± 81, 225 ± 80, e 292 ±86 L/min, respectivamente. Os resultados com o uso da técnica combinada foram maiores que aqueles com o uso das duas técnicas separadamente [F(3,69) = 67,07; p < 0,001]. CONCLUSÕES: As técnicas de compressão torácica e de empilhamento de ar foram eficientes para aumentar o PFT. No entanto, a combinação dessas manobras teve um efeito aditivo significativo (p < 0,0001).
Palavra-chave Muscular dystrophy, Duchenne
Intermittent positive-pressure ventilation
Cough
Insufflation
Peak expiratory flow rate
Distrofia muscular de Duchenne
Ventilação com pressão positiva intermitente
Tosse
Insuflação
Pico do fluxo expiratório
Idioma Português
Data de publicação 2009-10-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Pneumologia. Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, v. 35, n. 10, p. 973-979, 2009.
ISSN 1806-3713 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Extensão 973-979
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132009001000005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000271322300005
SciELO S1806-37132009001000005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5272

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1806-37132009001000005-en.pdf
Tamanho: 235.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1806-37132009001000005-pt.pdf
Tamanho: 607.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta