Da Eliminação Dos Indesejáveis: Conversações Entre O Racismo De Estado De Michel Foucault E O Campo Educacional

Da Eliminação Dos Indesejáveis: Conversações Entre O Racismo De Estado De Michel Foucault E O Campo Educacional

Author Azevedo, Carlos Willian De Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Carvalho, Alexandre Filordi De Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Educação
Abstract The Works Organized By The French Philosopher Michel Foucault In The Works "Society Must Be Defended" And "History Of The Sexuality I": The Will To Know Certain Have Established Conceptual And Methodological Innovations That Had Repercussions In The Understanding On The Formation Of The Modern States In The Western World. This Is Observed Through The Set Of Productions In The Field Of Human Sciences That Take French As An Essential Interlocutor For Their Analysis. Drawing On Foucault's Theorizing About Biopower And Biopolitics, This Paper Addresses The Issue / Problem Of State Racism As A Potent Lens For Thinking About The Modern Phenomenon Of Mass Schooling. As A Central Particle Of The Functioning Of Western National States, Racism, As Outlined And Analyzed By The French Thinker, Is Seen Here As A Particular Way Of Governing A Surplus, That Is, Of Those Who Escape, Insist On Resisting The Constant Onslaughts Of A Society Disciplined And Regulated By The Dictates Of The Norm. Nevertheless, It Is Known That T

Os Trabalhos Organizados Pelo Filósofo Francês Michel Foucault Nas Obras Em Defesa Da Sociedade E História Da Sexualidade I: A Vontade De Saber Estabeleceram, Certamente, Inovações Conceituais E Metodológicas Que Repercutiram Na Compreensão Sobre A Formação Dos Estados Modernos No Mundo Ocidental. Atesta-Se Isso Através Do Conjunto De Produções No Âmbito Da Ciências Humanas Que Tomam O Francês Como Interlocutor Indispensável Às Suas Análises. Valendo-Se Da Teorização Foucaultiana A Respeito Do Biopoder E Da Biopolítica, O Presente Trabalho Enseja Tomar O Tema/Problema Do Racismo De Estado Como Uma Lente Potente Para Pensar O Fenômeno Moderno Da Escola De Massa. Como Partícula Central Do Funcionamento Dos Estados Nacionais Ocidentais, O Racismo, Tal Como Foi Delineado E Analisado Pelo Pensador Francês, É Visto Aqui Como Um Modo Particular De Governo De Um Excedente, Isto É, Daqueles Que Escapam, Insistem Em Resistir As Investidas Constantes De Uma Sociedade Disciplinada E Regulada Pelos Ditames Da Norma. Não O
Keywords Michel Foucault
State Racism
Biopolitics
School Of Mass
Michel Foucault
Racismo De Estado
Biopolítica
Escoa De Massa
Language Portuguese
Date 2018-09-14
Research area Sujeitos, Saberes E Processos Educativos
Knowledge area Ciências Humanas
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 102 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7000309
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/52711

Show full item record




File

Name: 2018-0653.pdf
Size: 1.247Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account