Molecular biology applied to the laboratory diagnosis of bacterial endophthalmitis

Molecular biology applied to the laboratory diagnosis of bacterial endophthalmitis

Título alternativo Biologia molecular aplicada ao diagnóstico laboratorial de endoftalmite bacteriana
Autor Bispo, Paulo José Martins Autor UNIFESP Google Scholar
Hofling-Lima, Ana Luisa Autor UNIFESP Google Scholar
Pignatari, Antonio Carlos Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Bacterial endophthalmitis is a serious but uncommon intraocular infection which frequently results in vision loss. Early diagnosis and appropriate therapy are associated with better visual outcome. Conventional microbiological methods are currently used for microbiological characterization of eyes with suspected endophthalmitis. However, the sensitivity of bacterial detection from aqueous and vitreous humor using microbiology techniques is poor, and time-consuming to confirm the results. The application of molecular methods enhances significantly laboratory confirmation of bacterial endophthalmitis, demanding a shorter time to draw a definitive result and thereby promoting the early initiation of a more specific therapy to limit the empirical or unnecessary use of broad-spectrum antibiotics. PCR-based techniques, including post-PCR methods such RFLP, DNA probe hybridization and DNA sequencing have been successfully used for the diagnostic elucidation of clinically suspected bacterial endophthalmitis cases, showing promising application in the routine practice of ocular microbiology laboratories.

Endoftalmite bacteriana é uma infecção intraocular grave, mas de baixa frequência, podendo resultar em grande prejuízo visual. O diagnóstico precoce e a rápida instituição de terapia adequada estão associadas a um melhor prognóstico da doença. Os métodos microbiológicos convencionais são utilizados rotineiramente para caracterização microbiológica de olhos com suspeita de endoftalmite. No entanto, a sensibilidade de detecção bacteriana em amostras de humor aquoso e vítreo utilizando técnicas microbiológicas é baixa, além de demandar um maior tempo para a confirmação dos resultados. A utilização de métodos moleculares aumenta significativamente os casos de endoftalmite bacteriana confirmados laboratorialmente, com tempo menor para a liberação de um resultado definitivo, auxiliando assim a instituição precoce de uma terapia mais específica, limitando o uso empírico ou desnecessário de antibióticos de amplo espectro. A técnica de PCR e outras metodologias para análises pós-PCR como, RFLP, hibridização com sondas e sequenciamento do DNA, tem sido utilizadas com sucesso para elucidação diagnóstica em casos com suspeita clínica de endoftalmite bacteriana, demonstrando promissora aplicação para a rotina dos laboratórios de microbiologia ocular.
Palavra-chave Endophthalmitis
Eye infections, bacterial
Molecular diagnostic techniques
Polymerase chain reaction
Endoftalmite
Infecções oculares bacterianas
Técnicas de diagnóstico molecular
Reação em cadeia da polimerase
Idioma Inglês
Data de publicação 2009-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 72, n. 5, p. 734-740, 2009.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 734-740
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492009000500028
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000274754600028
SciELO S0004-27492009000500028 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5271

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492009000500028.pdf
Tamanho: 102.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta