Infecções Sexualmente Transmissíveis E Aids Em Pacientes Usuários De Crack E Fatores De Risco Associados, Cracolândia, São Paulo

Infecções Sexualmente Transmissíveis E Aids Em Pacientes Usuários De Crack E Fatores De Risco Associados, Cracolândia, São Paulo

Author Ferreira, Ariadne Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Araujo, Marcelo Ribeiro De Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psiquiatria E Psicologia Médica
Abstract Introduction: The Study Describes The Epidemiological Scenario Of Hiv And Syphilis In The Biggest Reference Center For Drug Addiction In Brazil. This Country Is The Number One Country For Violence, Torture And Death Of Transgender People. Crack Cocaine Addiction Is Frequent And Contributes To The Extreme Social Vulnerability And Exposure To Sexual And Violence-Related Risks. Methods: We Hereby Present Our Findings From A Cross-Sectional Study Focused On The Social Vulnerability And Sexually Transmissible Infections Amongst Transgender Crack Cocaine Users. Results: In Our Sample Hiv Prevalence Was Higher (P<.0001) In The Transgender Group (10%) Than In Non-Transgender Women And Men (6% And 3% Respectively). Hiv And Syphilis Rates Of 5.86% And 21.9%, Respectively, Were Noted. Women Were Nearly 2.5 Times More Likely To Have Syphilis (Or: 2.44, P = 0.001, 95%Ci: 1.67"3.65). Hiv Infection Was Associated With Unprotected Sex (61.4%, Or: 3.27, P = 0.003 95%Ci: 1.51"7.11) And Suicidal Ideation (33.6%, Or: 6.63, P = 0

Introdução: O Estudo Descreve O Cenário Epidemiológico Do Hiv E Sífilis No Maior Centro De Referência Para Toxicodependência No Brasil. Este País É O País Número Um Da Violência, Tortura E Morte De Pessoas Transexuais. O Vício Em Cocaína É Freqüente E Contribui Para A Extrema Vulnerabilidade Social E A Exposição A Riscos Sexuais E Relacionados À Violência. Métodos: Apresentamos Nossos Resultados De Um Estudo Transversal Focado Na Vulnerabilidade Social E Nas Infecções Sexualmente Transmissíveis Entre Usuários De Cocaína De Cracking Transgênero. Resultados: Em Nossa Amostra, A Prevalência Do Hiv Foi Maior (P <.0001) No Grupo Transgênero (10%) Do Que Nas Mulheres E Homens Não Transgêneros (6% E 3%, Respectivamente). As Taxas De Hiv E Sífilis De 5,86% E 21,9%, Respectivamente, Foram Observadas. As Mulheres Tinham Quase 2,5 Vezes Mais Probabilidades De Ter Sífilis (Or: 2,44, P = 0,001, Ic 95%: 1,67-3,65). A Infecção Pelo Hiv Foi Associada Ao Sexo Desprotegido (61,4%, Or: 3,27, P = 0,003 Ic 95%: 1,51-7,11) E Ideaç
Keywords Hiv
Sti
Suicidal Ideatiion
Transsexual
Crack Cocaine
Hiv
Sti
Suicidal Ideatiion
Transexual
Crack Cocaine
Language Portuguese
Date 2018-04-16
Research area Epidemiologia E Psiquiatria Social
Knowledge area Ciências Da Saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6325948
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/52684

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account