Avaliação do impacto do programa de controle da poluição do ar por veículos automotores e da frota em desacordo com o programa na saúde pública da Região Metropolitana de São Paulo

Avaliação do impacto do programa de controle da poluição do ar por veículos automotores e da frota em desacordo com o programa na saúde pública da Região Metropolitana de São Paulo

Author Leirião, Luciana Ferreira Leite Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Miraglia, Simone Georges El Khouri Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Análise Ambiental Integrada
Abstract Objective: To evaluate the environmental and health impact of the fleet in disagreement with the actual phases of PROCONVE in the Metropolitan Region of São Paulo. Methods: We conducted a five-year interval analysis between 1985 and 2015 to verify the contribution of vehicles emissions to air quality. Using Aphekom method, we estimated the number of avoided deaths due to the decrease on emission of particulate matter on this period by vehicles. We also conducted bottom-up analysis to detach emissions from vehicles of different ages in 2014 and 2015. We projected a new scenario of emissions replacing those vehicles in disagreement with actual phases of PROCONVE for newer ones. Using the difference between the actual air quality and the one from the projected scenario, we estimated the years of life lost due to emissions by old vehicles. Results: The historical analysis indicated that PROCONVE effects could be noticed only from 1995 on. Between 1995 and 2015, air quality improved16 μg/m³ to particulate matter and it could be associated with 903 nonexternal avoided deaths. The separation of emissions by vehicles of different ages revealed that trucks and buses are the main responsible for particulate matter emissions. A scenario without vehicles in disagreement with actual phases of PROCONVE would decrease the PM10 concentration in 10 μg/m³ and PM2,5 concentration in 6 μg/m³. This air quality improvement could avoid more than 65,000 years of life lost due to air pollution between 2014 and 2015 and save more than US$ 4 bi. Conclusions: Old vehicle which circulate in Metropolitan Region of São Paulo are one of the biggest obstacles to PROCONVE success. The public health costs avoided with an air quality improvement due to retirement of old vehicles could finance change in transportation modes.

Objetivo: Avaliar, na Região Metropolitana de São Paulo, o impacto das emissões oriundas da frota veicular em desacordo com as fases mais recentes do PROCONVE no meio ambiente e na saúde pública. Métodos: Por meio de uma análise quinquenal desde 1985, verificou-se a contribuição das emissões veiculares para a qualidade do ar. Utilizando-se o método Aphekom, estimou-se o número de óbitos que foram evitados em decorrência da melhora da qualidade do ar associada à redução de emissões veiculares de material particulado. Para os anos de 2014 e 2015, por meio da análise bottom-up, segregou-se as emissões dos veículos de diferentes idades. Substituindo os valores de emissões dos veículos em desacordo com as fases mais recentes do PROCONVE por emissões de veículos mais novos, projetou-se cenários nos quais a frota total da Região Metropolitana de São Paulo fosse composta apenas por veículos de acordo com as fases mais recentes do PROCONVE. A diferença entre a qualidade do ar medida nos anos de 2014 e 2015 e nos cenários criados foi utilizada para calcular os anos de vida perdidos pela população em decorrência das emissões dos veículos mais antigos e esse benefício foi valorado. Resultados: Na análise histórica, percebeu-se que os efeitos do PROCONVE só puderam ser observados a partir de 1995. Entre 1995 e 2015, houve uma melhora de 16 μg/m³ na concentração atmosférica do material particulado, o que pode ter evitado até 903 óbitos por causas não externas. Os maiores responsáveis pelas emissões de material particulado na Região Metropolitana de São Paulo são os caminhões e os ônibus. Um cenário sem a circulação de veículos em desacordo com as fases mais recentes do PROCONVE reduziria em aproximadamente em 10 μg/m³ a concentração do MP10 e em 6 μg/m³ a concentração do MP2,5. Essa melhora poderia reduzir em mais de 65.000 os anos de vida perdidos em decorrência da poluição atmosférica no biênio 2014-2015 e trazer economias de até US$ 4 bi. Conclusões: Os veículos antigos ainda em circulação representam uma das maiores barreiras para o sucesso do PROCONVE. A retirada desses veículos de circulação poderia trazer economias em saúde, que poderiam subsidiar outros programas ou incentivos a mudanças no modal de transporte.
Keywords Air pollution
Vehicle emissions
PROCONVE
Health impact
Particulate matter
Poluição atmosférica
Emissões veiculares
PROCONVE
Impacto em saúde
Material particulado
Language Portuguese
Date 2018-03-15
Research area Avaliação, Prognóstico e Diagnóstico Ambiental
Knowledge area Análise Ambiental Integrada
Publisher Universidade Federal de São Paulo
Extent 94 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6317359
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/52567

Show full item record




File

Name: 2018-0508.pdf
Size: 1.649Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account