Expression and function of G-protein-coupled receptorsin the male reproductive tract

Expression and function of G-protein-coupled receptorsin the male reproductive tract

Autor Avellar, Maria Christina Werneck Autor UNIFESP Google Scholar
Lazari, Maria de Fatima Magalhaes Autor UNIFESP Google Scholar
Porto, Catarina Segreti Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This review focuses on the expression and function of muscarinic acetylcholine receptors (mAChRs), α1-adrenoceptors and relaxin receptors in the male reproductive tract. The localization and differential expression of mAChR and α1-adrenoceptor subtypes in specific compartments of the efferent ductules, epididymis, vas deferens, seminal vesicle and prostate of various species indicate a role for these receptors in the modulation of luminal fluid composition and smooth muscle contraction, including effects on male fertility. Furthermore, the activation of mAChRs induces transactivation of the epidermal growth factor receptor (EGFR) and the Sertoli cell proliferation. The relaxin receptors are present in the testis, RXFP1 in elongated spermatids and Sertoli cells from rat, and RXFP2 in Leydig and germ cells from rat and human, suggesting a role for these receptors in the spermatogenic process. The localization of both receptors in the apical portion of epithelial cells and smooth muscle layers of the vas deferens suggests an involvement of these receptors in the contraction and regulation of secretion.

Esta revisão enfatiza a expressão e a função dos receptores muscarínicos, adrenoceptores α1 e receptores para relaxina no sistema reprodutor masculino. A expressão dos receptores muscarínicos e adrenoceptores α1 em compartimentos específicos de dúctulos eferentes, epidídimo, ductos deferentes, vesícula seminal e próstata de várias espécies indica o envolvimento destes receptores na modulação da composição do fluido luminal e na contração do músculo liso, incluindo efeitos na fertilidade masculina. Além disso, a ativação dos receptores muscarínicos leva à transativação do receptor para o fator crescimento epidermal e proliferação das células de Sertoli. Os receptores para relaxina estão presentes no testículo, RXFP1 nas espermátides alongadas e células de Sertoli de rato e RXFP2 nas células de Leydig e germinativas de ratos e humano, sugerindo o envolvimento destes receptores no processo espermatogênico. A localização de ambos os receptores na porção apical das células epiteliais e no músculo liso dos ductos deferentes de rato sugere um papel na contração e na regulação da secreção.
Palavra-chave muscarinic acetylcholine receptors
α1-adrenoceptors
relaxin receptors
male reproductive tract
receptores muscarínicos
adrenoceptores α1
receptores para relaxina
sistema reprodutor masculino
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2009-09-01
Publicado em Anais da Academia Brasileira de Ciências. Academia Brasileira de Ciências, v. 81, n. 3, p. 321-344, 2009.
ISSN 0001-3765 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Ciências
Extensão 321-344
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652009000300002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000269462300002
SciELO S0001-37652009000300002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5195

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0001-37652009000300002.pdf
Tamanho: 635.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta