Estratégias de prevenção de lesão em atletas de lançamentos e arremesso

Estratégias de prevenção de lesão em atletas de lançamentos e arremesso

Author Takeda, Otavio Mitsuo Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Guerra, Ricardo Luís Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Introdução: Nas últimas décadas tem ocorrido um grande avanço tecnológico, técnico e científico no âmbito esportivo. Há uma exigência cada vez maior no esporte de alto rendimento por resultados e recordes. Com isso os atletas são levados aos seus limites físicos, técnicos e psicológicos a cada sessão de treinamento e competição e concomitantemente, aumenta-se o risco de lesões. Nas provas de lançamentos e arremesso no atletismo o conteúdo das sessões de treinamento se caracteriza por exercícios repetitivos e de potência, que envolvem predominantemente as articulações e os músculos da cintura escapular e da região lombar. Devidos a essas características e ao gesto mecânico de cada prova esses atletas estão propensos a sofrer lesões. Existem diversos métodos que previnem as lesões esportivas, mas não existe um método que diminua completamente as chances de ocorrer alguma lesão. Objetivo: O objetivo desse estudo foi comparar os dados antropométricos dos atletas entre as modalidades e identificando a prevalência e tipos de lesões em detrimento da modalidade praticada. Além disso, propôs-se identificar a existência de diferentes métodos utilizados em programas de treinamento de lançamentos e arremessos no atletismo, visando a prevenção de lesão e a importância do profissional de saúde nesses programas. Material e métodos: Participaram desse estudo 55 voluntários, atletas das provas de lançamentos e arremesso do estado de São Paulo, registrados junto à Federação Paulista de Atletismo (FPA). A média da idade, massa corporal (MC) e estatura, índice de massa corpórea (IMC) foram mensurados. Os voluntários responderam a um questionário elaborado a partir de informações colhidas do questionário de morbidade referida (Pastre et al. 2004 e Pastre et al. 2007. Para isto foi realizada a análise descritiva dos dados (médias e desvios padrão) seguido do teste t-Student para amostras relacionadas, com significância de P≤0.05. Resultados: As variáveis antropométricas apontaram diferenças significativas entre gêneros para MC e IMC e entre as modalidades de arremesso de Peso e Lançamento de Dardo nas mesmas variáveis e em ambos os sexos. Os fatores que mais contribuem para a incidência de lesões é a sobrecarga de treinamento, a má execução de técnica e a falta de fortalecimento muscular. As lesões mais freqüentes foram as distensões musculares, fraturas, contratura muscular e tendinopatia, nessa ordem. Além disso, no lançamento de dardo o maior índice de lesões ocorre por tendinopatia, no lançamento do disco por distensões musculares, no arremesso de peso por fraturas e no lançamento do martelo por contratura muscular. Em um âmbito geral, 60,41% das lesões ocorreram durante o treinamento, enquanto 29,17% das lesões relatadas ocorreram durante a competição. A presença de um profissional da área da saúde (profissional de educação física) foi identificada em 94,55% dos casos, porém parece não garantir adesão e boas estratégias de prevenções de lesões sendo importante que neste contexto outros profissionais da área da saúde possam compor uma equipe. Assim foi possível concluir que a maior prevalência de lesões nas modalidades estudadas foi nos membros inferiores dos atletas seguido de membros superiores e tronco. A ginástica olímpica foi a atividade mais citada pelos atletas como atividade extra para auxílio de performance, porém, não foram encontrados estudos que comprovem a eficácia da ginástica olímpica como prevenção de lesão no atletismo.

Introduction:In recent decadesthere has beenagreat technological,scientific and technicalinsports.There isanincreased demandinhigh performance sportfor results andrecords. With thatathletes aredriven totheir physical limits,technical and psychologicaleverytraining session andcompetition andconcomitantly increasethe riskof injury.Inevidenceof releasesin athleticsand pitchcontentof the training sessionsis characterized byrepetitive exercisesand power,involving predominantlythe jointsand muscles of theshoulder girdle andlower back.Dueto thesecharacteristics andmechanical gestureof each racethese athletes arelikely to sufferinjuries.There are severalmethodsthat preventsports injuries, but there isamethod whichcompletelyreducesthe chances ofinjury. Objective:Theobjective of this studywas to compare theanthropometric dataof athletesbetween the modalitiesand identifyingthe prevalenceand types ofinjuriesto the detrimentof the sportpracticed.Moreover, it was proposedto identify the existenceof differentmethodsused intraining programsin athleticsthrows, preventinginjuryand the importance ofthesehealth careprograms. Methods:55volunteersparticipated in this study,evidenceofathletesreleasesand pitchof the state of São Paulo registered with theSão Paulo Federation ofAthletics(FPA).Mean age, body mass (BM) andstature,body mass index(BMI)were measured. The volunteersanswered aquestionnaire developedfrom informationgatheredfrom thequestionnairemorbidity (Pastre etal. 2004 e Pastre etal. 2007).For thisanalysis was carried outdescriptive data(means andstandard deviations)followed by the t-Studenttest for related samples, withsignificance of P≤0.05. Results:The anthropometric variablesshowedsignificant differences betweengenders forBMIand betweenMC andthe procedures forshot putandjavelin throweron the same variablesand in bothsexes. The factors thatcontribute tothe incidence of injuryisthe burdenof training,poor executionof techniqueand lack ofmuscle strengthening.The most common injuriesweresprains, fractures,muscle contractionandtendinopathyin that order.Moreover, inthejavelinthe highest rate ofinjuryoccurstendinopathy,thealbum's releasebymuscle strainsin theshot putby fracturesandhammer throwformuscle contraction. Inageneral scope,60.41% ofinjuries occurred duringtraining, while29.17% of thereportedinjuriesoccurredduring competition.The presenceofahealthprofessional(physical education teachers) was identified in94.55%of cases, butdoes not seem toensuregoodadhesion andinjurypreventionstrategiesis importantin this context thatotherhealthprofessionalscanmakeateam. Thusit was concluded thatthe highest prevalence oflesionswasstudiedintermsof athletesin the lower limbsfollowed byupper limbsand trunk.Gymnasticswas the activitymost frequently mentionedbytheathletes asextra activityto aidperformance,however,no studies were foundthat prove theeffectiveness ofgymnasticsandinjury preventionin athletics
Keywords Lesão esportiva
Prevenção
Atletismo
Lançamentos
Arremesso
Sport injuries
Prevention
Athletics
Field events
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2011-12-06
Published in TAKEDA, Otavio Mitsuo. Estratégias de prevenção de lesão em atletas de lançamentos e arremesso. 2011. 40 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2011.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 40 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51924

Show full item record




File

Name: OTÁVIO TAKEDA.pdf
Size: 653.8Kb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account