O brincar, as famílias de crianças com deficiência física ou múltipla e a Terapia Ocupacional.

O brincar, as famílias de crianças com deficiência física ou múltipla e a Terapia Ocupacional.

Alternative title Playing, families of children with disabilities physical or multiple and Occupational Therapy.
Author Correia, Beatriz Ferreira Monteiro Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Silva, Carla Cilene Baptista da Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract O brincar é a principal atividade da infância, é quando a criança explora o ambiente ao seu redor e a si mesma, sendo possível se desenvolver. A participação das famílias nesta atividade pode ser um potencializador para um desenvolvimento sadio, sendo de exímia importância o entendimento e compreensão do papel do brincar na vida das crianças. Isso é ainda mais pertinente no caso de crianças com deficiência. A terapia ocupacional como uma profissão que tem como foco de atuação e estudo o fazer humano no cotidiano do sujeito, está totalmente alinhada com as práticas do brincar, e pode utilizar este como um recurso terapêutico. Na profissão, se utilizam diversas correntes dentro de suas áreas para trabalhar as questões pertinentes a estas. Uma das correntes na intervenção com crianças, que aborda o brincar, é o Modelo Lúdico, que possui um instrumento que permite que o terapeuta ocupacional tenha diversas informações sobre o cotidiano lúdico da criança. Essas informações farão toda diferença para o terapeuta ocupacional para planejar o tratamento, através do conhecimento das potencialidades e fragilidades do brincar da criança com deficiência. Esse trabalho teve por objetivo conhecer o cotidiano lúdico de crianças com deficiência física ou múltipla, de idades entre 2 e 5 anos, de acordo com a visão de seus familiares e compreender a importância que as famílias dão ao brincar para o desenvolvimento destas crianças. A pesquisa teve caráter exploratório e qualitativo. Foi utilizado um roteiro de entrevista semiestruturada construído com base na Entrevista Inicial com os Pais (EIP), que constitui em um instrumento de avaliação do Modelo Lúdico. Participaram do estudo 5 familiares, de crianças de 2 a 5 anos com deficiência física ou múltipla. As informações obtidas nas entrevistas foram analisadas de acordo com análise de conteúdo que resultaram em categorias e subcategorias, criadas à partir de questões do instrumento utilizado. Esse estudo tornou possível conhecer o olhar das familiares entrevistadas, quanto ao cotidiano e comportamento lúdico das crianças, ficando visíveis suas fragilidades e potencialidades.

Playing is the main activity of childhood, is when the child explores the environment around them and themselves, being able to develop. The participation of families in this activity can be a potentiator for a healthy development, being of great importance the knowledge and understanding of playing in children's lives. This is even more pertinent for children with disabilities. Occupational therapy as a profession that focuses on acting and studying human doing in the daily life of the individuals, is fully aligned with the practices of play, and can use this as a therapeutic resource. In the profession, several ways in each area are used to work the pertinent questions like this. . One of the currents in intervention with children, which addresses playing, is the Playful Model, an instrument that allows the occupational therapist to have various information about the child's playful daily life, which will make all the difference in the time of planning the treatment, through the knowledge of the potentialities and weaknesses of playing with children with disabilities. Know the playful routine of children with physical or multiple disabilities, from 2 to 5 years old, according to their family members' view and to understand the importance that families give when playing for the development of these children. Exploratory and qualitative research. A semi-structured interview script based on Initial Interview with Parents, constituent of the Playful Model. Questionnaire designed for occupational therapists. The study included 5 relatives of children from 2 to 5 years old with multiple or physical disabilities. After analyzing the interviews, categories and subcategories were created to discuss the results. These categories were created from questions of the instrument used, and it was possible to know the view of the interviewed family members, regarding the daily life and playful behavior of children, making visible their weaknesses and potentialities. As well as the awareness of the importance of play for the development of these children.
Keywords Brincar
Famílias
Criança com deficiência
Terapia Ocupacional
Play
Families
Disabled child
Occupational Therapy
4.00.00.00-1 Ciências da Saúde
4.08.00.00-8 Fisioterapia e Terapia Ocupacional
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2019-12-05
Published in CORREIA, Beatriz Ferreira Monteiro. O brincar, as famílias de crianças com deficiência física ou múltipla e a Terapia Ocupacional. 2019. 51 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Terapia Ocupacional) - Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2019.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 51 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51745

Show full item record




File

Name: TCC Completo.docx (1).pdf
Size: 974.5Kb
Format: PDF
Description: TCC Completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account