Resistência vascular pulmonar e pressão sistólica da artéria pulmonar como preditores do tempo de ventilação mecânica invasiva na tromboendarterectomia pulmonar

Resistência vascular pulmonar e pressão sistólica da artéria pulmonar como preditores do tempo de ventilação mecânica invasiva na tromboendarterectomia pulmonar

Alternative title Pulmonary vascular resistance and pulmonary artery systolic pressure as predictors of invasive mechanical ventilation time in pulmonary thromboendarterectomy
Author Abdul Hak, Giulia Lemes Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Guizilini, Solange Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Introdução: A cirurgia de tromboendarterectomia pulmonar (TEP) é cada vez mais utilizada no tratamento da hipertensão pulmonar tromboembólica crônica (HPTEC), com a possibilidade de reduzir a hipertensão pulmonar, diminuir o uso de pós-carga do ventrículo direito, aumentar a tolerância ao exercício e melhorar significativamente a qualidade de vida. Entretanto, complicações específicas em seu pós-operatório podem ocorrer, podendo evoluir para complicações pulmonares comuns às cirurgias cardiotorácicas e, consequentemente, levar ao aumento da permanência na unidade de terapia intensiva. Objetivo: Correlacionar as variáveis hemodinâmicas do cateterismo cardíaco direito realizado no pré-operatório com o tempo de ventilação mecânica invasiva (VMI) do pós-operatório de pacientes submetidos à cirurgia de Tromboendarterectomia Pulmonar (TEP). Método: Estudo de coorte retrospectiva realizado com 34 pacientes com diagnóstico de Hipertensão Pulmonar Tromboembólica Crônica (HPTEC) submetidos à cirurgia eletiva de TEP. O estudo foi dividido em dois momentos: pré operatório e pós-operatório. No pré-operatório foram coletados dados do cateterismo cardíaco direito para a avaliação da Resistência Vascular Pulmonar (RVP) e do ecocardiograma para a da Pressão Sistólica de Artéria Pulmonar (PSAP). No pós-operatório foram coletados dados referentes ao tempo de VMI. Todos os dados coletados já são de rotina do serviço e no decorrer do estudo foram registrados em uma ficha de avaliação. Resultados: Houve correlação positiva significativa entre RVP e Tempo de VMI (r= 0,63; p≤ 0,002) e entre PSAP e Tempo de VMI (r=0,62; p≤0,004). Em uma análise multivariável, a PSAP foi um fator independente para um tempo maior de VMI (p≤0,03). Conclusão: Quanto mais elevado o valor da RVP e da PSAP no pré-operatório da TEP, maior será o tempo de VMI no pós-operatório.

Introduction: Pulmonary thromboendarterectomy (PTE) surgery is increasingly used in the treatment of chronic thromboembolic pulmonary hypertension (CTEPH), with the possibility of reducing pulmonary hypertension, decreasing right ventricular afterload use, increasing exercise tolerance and significantly improve the quality of life. However, specific postoperative complications may occur, which may progress to pulmonary complications common to cardiothoracic surgeries and, consequently, lead to increased ICU stay. Objective: To correlate hemodynamic variables of the right cardiac catheterization performed preoperatively with postoperative invasive mechanical ventilation time (IMV) of patients undergoing pulmonary thromboendarterectomy (PTE) surgery. Method: A retrospective cohort study of 34 patients diagnosed with chronic thromboembolic pulmonary hypertension (HPTEC) submitted to elective PTE surgery. The study was divided into two moments: preoperative and postoperative. Preoperatively, data were collected from the right cardiac catheterization for the assessment of pulmonary vascular resistance (PVR) and the echocardiogram for pulmonary artery systolic pressure (PSAP). Postoperatively, data regarding the time of IMV were collected. All data collected are already routine of the service and during the study were recorded in an evaluation form. Results: There was a significant positive correlation between PVR and IMV time (r=0.63; p≤0.002) and between PSAP and IMV time (r=0.62; p≤0.004). In a multivariate analysis, PASP was an independent factor for a longer IMV time (p≤0.03). Conclusion: The higher the value of PVR and PSAP in the preoperative period of PTE, the longer the postoperative IMV time will be.
Keywords Hipertensão Pulmonar
Ventilação Mecânica
Cirurgia Cardíaca
Tromboendarterectomia
Cateterismo Cardíaco
Pulmonary Hypertension
Mechanical Ventilation
Cardiac Surgery
Thromboendarterectomy
Cardiac Catheterization
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Santos
Language Portuguese
Sponsor Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Grant number CNPq: 134579/2019-4
Date 2019-11-27
Published in ABDUL HAK, Giulia Lemes. Resistência vascular pulmonar e pressão sistólica da artéria pulmonar como preditores do tempo de ventilação mecânica invasiva na tromboendarterectomia pulmonar. 2019. 51 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Fisioterapia) - Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2019.
Knowledge area Promoção, prevenção e reabilitação em saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 51 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51740

Show full item record




File

Name: TCC_GiuliaAbdulHak_2019 (4).pdf
Size: 1.163Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account