A Influência da altura dos estudantes nas posturas em pé para uso do transporte público urbano

A Influência da altura dos estudantes nas posturas em pé para uso do transporte público urbano

Author Fonseca, Alessandra Varanda da Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Poletto, Patricia Rios Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Introdução: Os transportes coletivos são o meio de transporte mais utilizado por trabalhadores e estudantes no Brasil. Na maioria das vezes estão cheios ou em condições onde não se consegue realizar o trajeto sentado, tornando-se mais crítica esta situação quando os ônibus estão lotados, dificultando assim também o uso dos apoios em pé. Objetivo: Este estudo teve por objetivo avaliar as posturas em pé adotadas pelos alunos da UNIFESP no uso do transporte coletivo urbano. Metodologia: Foram avaliados 54 estudantes de idades, cursos e alturas diferentes, em uma estação de trabalho montada de acordo com as medidas dos ônibus urbanos disponíveis na cidade de Santos. A análise foi feita por meio de questionários e avaliação da postura com o protocolo REBA. Resultados: Foram encontrados escores altos e que mostram necessidade imediata de avaliação para posturas decorrentes do apoio horizontal, tanto para alturas pequenas, como para os mais altos. Já no apoio vertical, foram encontrados escores menores, mas que ainda sim mostram necessidade de alguma avaliação da postura. Foram encontradas variáveis significantes como movimentos extremos de ombro e apoio de pés inadequados no apoio horizontal, e abdução e rotação de ombro no apoio vertical, todos estes influenciando negativamente nos escores finais. Discussão: Os resultados achados foram encontrados na literatura como sendo fatores de risco para lesões no trabalho de ombro, cotovelo e punho, assim como o equilíbrio afetado em determinados movimentos e os alcances grandes para conseguir se segurar no apoio horizontal. Conclusão: Podemos concluir que apesar de seguir as normas do CONMETRO, os apoios horizontais não estão adequados as todas as pessoas da população, pois as pessoas baixas ou de estatura média tiveram escores altos e mostraram posturas ruins para alcançarem o apoio. E com relação ao apoio vertical, apesar de permitir uma melhor postura, também mostrou ser negativo no fato de exigir abdução e rotação de ombro associadas, podendo causar assim posturas incorretas. Como não há trabalhos falando sobre postura de universitários em ônibus, necessita-se de mais estudos que avaliem o gesto funcional, com um posto de trabalho que imite o movimento verdadeiro de um ônibus

Introduction: The public transportation is the most used mean of transport by students and workers in Brazil. Most of the time they are full or in conditions where people can not perform the way seated, becoming the situation more critical when the buses are crowded, hindering the use of standing restraints. Objective: This study aimed to evaluate the standing postures adopted by the UNIFESP students in the use of urban public transport. Metodology: We assessed 54 students of different ages, courses and heights on a workstation mounted according to the available measures of urban buses in the city of Santos. The analysis was conducted through questionnaires and evaluation of body postures with the REBA protocol. Results: As results were found high scores that show the need for immediate evaluation of postures in the horizontal support, both for small and high heights. In the vertical support, we found lower scores, but still show the need of some evaluation of body postures. Significant variables were found, as extreme movements of the shoulder and inadequate foot support on the horizontal support, and shoulder abduction and rotation on the vertical support, all these influencing negatively on the final scores. Discussion: These results were found in the literature as risk factors for injuries in work of shoulder, elbow and wrist, as well as the balance affected in certain movements and great reaches to get to hold the horizontal support. And with respect to the vertical support, despite allowing a better posture, also proved to be negative in the fact of shoulder abduction and rotation, that may cause incorrect postures. Conclusion: Since there are no articles talking about body posture of college students in the bus, exist the need of more studies to evaluate the functional gesture, that mimics the true movement of a bus.
Keywords Avaliação postural
Fisioterapia
Transporte coletivo
Estudantes universitários
REBA
Ergonomia
Antropometria
Postural assessment
Physical Therapy
Transportation
University students
REBA
Ergonomics
Anthropometry
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Santos
Language Portuguese
Date 2010
Published in FONSECA, Alessandra Varanda da. A Influência da altura dos estudantes nas posturas em pé para uso do transporte público urbano. 2010. 38 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Fisioterapia) - Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2010.
Knowledge area Promoção, prevenção e reabilitação em saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 38 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51706

Show full item record




File

Name: TCC - Alessandra Fonseca.pdf
Size: 1.365Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account