Efeitos terapêuticos do quiabo e/ou treinamento físico nas alterações renais observadas em animais com síndrome metabólica

Efeitos terapêuticos do quiabo e/ou treinamento físico nas alterações renais observadas em animais com síndrome metabólica

Author José, Carolina Gonçalves dos Reis Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Medeiros, Alessandra Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Para prevenção e tratamento da síndrome metabólica (SM) podem ser utilizadas terapias não farmacológicas como o treinamento físico (TF) e intervenções nutricionais como a suplementação com quiabo (Q). OBJETIVO: Analisar os possíveis efeitos terapêuticos do quiabo associado ou não ao treinamento físico no tecido renal. MATERIAIS E MÉTODOS: 38 ratos Zuckers foram separados em 5 grupos: 10 ratos controle (CTL), 7 ratos que não passaram por nenhuma intervenção (SM), 7 ratos que receberam quiabo (Q), 7 ratos que realizaram treinamento físico aeróbico (TF) e 7 ratos que receberam quiabo e realizaram treinamento físico (TF+Q). O quiabo foi administrado por gavagem (200 mg/Kg do animal) e o TF foi realizado em esteira rolante, 1h por dia, ambos durante 6 semanas. Foi analisado o consumo hídrico e a diurese desses animais. Na urina foram mensurados os níveis úricos de bilirrubina, urobilinogênio, cetona, ácido ascórbico, glicose, proteína, sangue, pH, nitrito, leucócito e densidade através de fitas reagentes Uriquest Plus da marca Labtest, após a eutanásia foram pesados os rins desses animais e foi feito uma análise de estresse oxidativo. RESULTADOS: Dentre as análises realizadas, foram encontradas diferenças estatísticas no consumo hídrico, nas concentrações de proteína e de leucócitos, além do status antioxidante total. O grupo SM apresentou menor consumo hídrico quando comparado ao grupo CTL, e dentre as terapias utilizadas, apenas o grupo Q apresentou normalização dessa variável. Em relação à proteína, o grupo SM apresentou uma concentração mais elevada na urina quando comparado ao grupo CTL e apenas o grupo TF+Q apresentou redução parcial dessa concentração na urina. Com relação aos leucócitos, o grupo SM também apresentou valor mais alto quando comparado ao grupo CTL, e todas as intervenções (Q, TF e TF+Q) proporcionaram redução dessa concentração na urina. Já o status antioxidativo total foi semelhante entre os grupos CTL e SM, no entanto, foi menor nos grupos TF e TF+Q. CONCLUSÃO: Os resultados encontrados no presente estudo demonstram que a associação de TF e Q proporcionou maiores benefícios para os rins dos animais com SM

For the prevention and treatment of the metabolic syndrome (MS), non-pharmacological therapies such as physical training (TF) and nutritional interventions such as okra supplementation (Q) may be used. OBJECTIVE: To analyze the possible therapeutic effects of okra associated or not with physical training in renal tissue. MATERIALS AND METHODS: 38 Zuckers rats were divided into 5 groups: 10 control rats (CTL), 7 non-intervention rats (SM), 7 rats receiving okra (Q), 7 rats performing aerobic exercise training) and 7 rats that received okra and performed physical training (TF + Q). The okra was administered by gavage (200 mg / kg of the animal) and the TF was performed on a treadmill, 1h per day, both for 6 weeks. The water consumption and the diuresis of these animals were analyzed. In urine uric levels of bilirubin, urobilinogen, ketone, ascorbic acid, glucose, protein, blood, pH, nitrite, leukocyte and density were measured using Urequest Plus Labtest reagent strips, after euthanasia the kidneys of these animals were weighed and an oxidative stress analysis was performed. RESULTS: Statistical differences in water consumption, protein and leukocyte concentrations, and total antioxidant status were found among the analyzes. The SM group had lower water consumption when compared to the CTL group, and among the therapies used, only the Q group presented normalization of this variable. Regarding protein, the SM group had a higher urine concentration when compared to the CTL group, and only the TF + Q group showed a partial reduction of this concentration in the urine. Regarding leukocytes, the SM group also presented a higher value when compared to the CTL group, and all the interventions (Q, TF and TF + Q) provided a reduction of this concentration in the urine. The total antioxidative status was similar between the CTL and SM groups, however, it was lower in the TF and TF + Q groups. CONCLUSION: The results found in the present study demonstrate that the association of TF and Q provided greater benefits for the kidneys of animals with MS
Keywords Síndrome metabólica
Doença renal crônica
Quiabo
Exercício físico aeróbio
Metabolic syndrome
Chronic kidney disease
Okra
Aerobic exercise
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Santos
Language Portuguese
Date 2018
Published in JOSÉ, Carolina Gonçalves dos Reis. Efeitos terapêuticos do quiabo e/ou treinamento físico nas alterações renais observadas em animais com síndrome metabólica. 2018. 40 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Fisioterapia) - Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2018.
Knowledge area Promoção, prevenção e reabilitação em saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 40 f.
Access rights Closed access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51692

Show full item record




File

Name: TCC CAROLINA GONÇALVES DSO REIS JOSE_2018.pdf
Size: 804.0Kb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account