Fatores associados ao trauma mamilar na maternidade

Fatores associados ao trauma mamilar na maternidade

Título alternativo Factors associated with nipple trauma in the maternity unit
Autor Coca, Kelly Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Gamba, Mônica Antar Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Rebeca de Souza e Autor UNIFESP Google Scholar
Abrão, Ana Cristina Freitas de Vilhena Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To identify factors associated with nipple trauma in women breastfeeding exclusively in a maternity unit. METHODS: This was a case-control study that recruited 146 recently-delivered mothers in rooming-in wards: 73 cases, defined as women with nipple trauma, and 73 controls, defined as women free from this pathology. Women breastfeeding exclusively were tested daily for a diagnosis of nipple injury, identified using a magnifying glass. Sociodemographic, obstetric and neonatal variables were studied. A logistic regression model was used for statistical analysis. RESULTS: Cases and controls proved to be comparable in terms of their sociodemographic variables, although the women with nipple trauma were more likely not to be living with a partner. The following variables were found to be factors associated with nipple trauma: primiparity (OR 3.16; 95%CI 1.19-8.42), not living with a partner (OR 3.25; 95%CI 1.18-8.93), turgid and/or engorged breasts (OR 12.31; 95%CI 4.48-33.78), semi-protruding and/or malformed nipples (OR 4.69; 95%CI 1.50-14.62), and depigmentation of nipples (OR 13.98; 95%CI 4.43-44.06). CONCLUSION: Primiparity, not living with a partner, turgid and/or engorged breasts, semi-protruding and/or malformed nipples, and depigmentated nipples are associated with nipple trauma.

OBJETIVO: Identificar os fatores associados ao trauma mamilar em mulheres em aleitamento materno exclusivo na maternidade. MÉTODOS: Estudo caso-controle com 146 puérperas internadas nas enfermarias de alojamento conjunto, sendo 73 casos, definidos como mulheres com trauma mamilar, e 73 controles, definidos como ausência da patologia. Diariamente buscaram-se mulheres em aleitamento materno exclusivo com diagnóstico de lesão mamilar, identificada por meio de lupa. Foram estudadas variáveis sociodemográficas, obstétricas e neonatais. Na análise estatística, utilizou-se modelo de regressão logística. RESULTADOS: Casos e controles mostraram-se semelhantes quanto às variáveis sociodemográficas, embora a ausência do companheiro tenha sido mais frequente no grupo de mulheres com trauma mamilar. As variáveis primiparidade (OR 3,16; IC95% 1,19-8,42), ausência do companheiro (OR 3,25; IC95% 1,18-8,93), mama túrgida e/ou ingurgitada (OR 12,31; IC95% 4,48-33,78), mamilo semiprotruso e/ou malformado (OR 4,69; IC95% 1,50-14,62) e despigmentação dos mamilos (OR 13,98; IC95% 4,43-44,06) comportaram-se como fatores associados ao trauma mamilar. CONCLUSÃO: Primiparidade, ausência do companheiro, mamas túrgidas e ingurgitadas, mamilos semiprotrusos e/ou malformados e despigmentados estão associados ao trauma mamilar.
Palavra-chave Nipple injury
breastfeeding
case-control studies
risk factors
women's health
Lesão mamilar
aleitamento materno
estudos de casos e controles
fatores de risco
saúde da mulher
Idioma Português
Data de publicação 2009-08-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 85, n. 4, p. 341-345, 2009.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 341-345
Fonte http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1916
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000269725200012
SciELO S0021-75572009000400012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5147

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572009000400012.pdf
Tamanho: 176.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta