Ki67 and p53 in gastrointestinal stromal tumors - GIST

Ki67 and p53 in gastrointestinal stromal tumors - GIST

Título alternativo Ki67 and p53 em tumores estromais gastrointestinais - GIST
Autor Neves, Lúcio Roberto de Oliveira das Google Scholar
Oshima, Celina Tizuko Fujiyama Autor UNIFESP Google Scholar
Artigiani Neto, Ricardo Autor UNIFESP Google Scholar
Yanaguibashi, Gianni Google Scholar
Lourenço, Laércio Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Forones, Nora Manoukian Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT: Gastrointestinal stromal tumor (GIST) is the most common mesenchymal tumor. Cellular proliferation and apoptosis is gaining importance for predicting prognosis in several cancers. OBJECTIVE: To investigate the Ki67 and p53 immunostaining in GISTs. METHODS: Specimens from 40 patients with GIST were assessed for immunohistochemical expression of Ki67 and p53. The tumors were divided according the risk of recurrence in two groups: I with high or intermediate risk and; II with low or very low risk. RESULTS: Among the 40 patients, 21 were men, the mean age was 56 years, 16 occurred in the small intestine and 13 in the stomach, 5 in the retroperitonium, 4 in the colon or rectum and 2 in the mesenterium. Thirty two tumors were from group I and 8 from group II. Half of the patients developed recurrence, being 90% of the group I (P = 0.114). The tumor Ki67 labelling index ranged from 0.02 to 0.35 (mean level 0.12). This index was marginally higher in the group I patients with recurrence (P = 0.09) compared to the patients of the same group without recurrence. p53 staining was expressed in 65% of the GISTs. A higher frequency of p53 and Ki67 had been found in the group I tumors when compared to the other group (P = 0.022; OR = 8.00 - IC 95%: 1.32-48.65). CONCLUSION: The most common site was the small intestine and 80% had a malignant potential justifying the high recurrence observed. No significant correlation was found between p53 and overall outcome of the patients. In group I patients, the evaluation Ki67LI may be a marker of prognosis. The positivity of both markers is higher among the patients with worst prognosis than in the others.

CONTEXTO: Os tumores estromais gastrointestinais (GIST) são os tumores mesenquimais mais frequentes. A proliferação intestinal e a apoptose são cada vez mais importantes na avaliação do prognóstico de diversos cânceres. OBJETIVO: Avaliar a imunoexpressão de Ki67 e p53 em GIST. MÉTODOS: Foram estudados a expressão de Ki67 e p53 por imunoistoquimica em tumores de 40 pacientes com GIST. Os tumores foram divididos segundo o risco de recurrência em 2 grupos: I com risco alto ou intermediário e II com risco baixo ou muito baixo. RESULTADOS: Entre os 40 pacientes, 21 eram do sexo masculino, a idade média foi de 56 anos, 16 ocorreram no intestino delgado, 13 no estômago, 5 no retroperitônio, 4 no cólon e reto, e 2 no mesentério. Trinta e dois tumores foram classificados no grupo I e 8 no grupo II. Metade dos pacientes desenvolveu recurrência, sendo 90% de cólon (P = 0,114). O índice de proliferação tumoral Ki67 variou entre 0,02 e 0,35 (média = 0,12). Este índice foi marginalmente superior nos tumores do grupo I com recurrência (P = 0,09), quando comparado aos do mesmo grupo sem recurrência. A expressão do p53 foi observada em 65% dos GISTs. Nos tumores do grupo I foi observada com maior frequência, expressão de p53 e Ki67 (P = 0,022; OR = 8.00 - IC 95%: 1,32-48,65). CONCLUSÃO: A localização mais comum foi no intestino delgado, 80% tinham potencial maligno, justificando a alta recurrência encontrada. Não se observou correlação significante entre p53 e evolução dos pacientes. Nos pacientes do grupo I, a avaliação do KI67LI pode ser um marcador de prognóstico. A positividade dos dois marcadores é maior entre os pacientes de pior prognóstico.
Assunto Gastrointestinal stromal tumors
Ki-67 antigen
Tumor suppressor protein p53
Tumores do estroma gastrointestinal
Antígeno Ki-67
Proteína supressora de tumor p53
Idioma Inglês
Data 2009-06-01
Publicado em Arquivos de Gastroenterologia. Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED, v. 46, n. 2, p. 116-120, 2009.
ISSN 0004-2803 (Sherpa/Romeo)
Editor Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Extensão 116-120
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032009000200008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-28032009000200008 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5087

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-28032009000200008.pdf
Tamanho: 150.7Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)