Inhibitory serum factor of lymphoproliferative response to allogeneic cells in pregnancy

Inhibitory serum factor of lymphoproliferative response to allogeneic cells in pregnancy

Autor Daher, Silvia Autor UNIFESP Google Scholar
Fonseca, Flavia Autor UNIFESP Google Scholar
Mattar, Rosiane Autor UNIFESP Google Scholar
Musatti, Chloe Camba Autor UNIFESP Google Scholar
Gerbase-Lima, Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo INTRODUCTION: An inhibitory serum factor of mixed lymphocyte culture (MLC) has been associated with successful pregnancy after lymphocyte transfusion in women with unexplained recurrent spontaneous abortions (RSA). OBJECTIVE: Investigate whether the inhibitory serum factor of MLC is essential for a successful pregnancy. METHOD: Sera from 33 healthy pregnant women and from 40 women with RSA were assessed by a one-way MLC in which the woman's lymphocytes were stimulated with her partner's lymphocytes or with third party lymphocytes. RESULTS: An inhibitory serum effect (inhibition > 50% as compared to normal serum) was detected in 45% of the pregnant women who had at least 1 previous parity, in 8% of the primigravidea, in 29% of those with one abortion and in 58% of those with more than one abortion. CONCLUSION: MLC inhibitory serum factor does not seem to be an essential factor for pregnancy development. Therefore, it should not be considered as a parameter for the assessment of RSA patients.

INTRODUÇÃO: A presença de fator sérico inibidor de cultura mista de linfócitos (CML) tem sido associada ao sucesso gesticional observado em mulheres com história de abortameneto de repetição sem etiologia (AER-SED) submetidas a transfusão de linfócitos. OBJETIVO:Investigar se a presença de fator sérico inibidor de CML é essencial para o sucesso gestional. MÉTODO: Soros de 33 gestantes saudáveis e 40 mulheres com AER-SED foram avaliados em CML unidericional, em que os linfócitos das mulheres foram estimulados por linfócitos de seus parceiros ou de indivíduos não aparentados. RESULTADOS: Um efeito inibidor (inibição > 50% quanto comparado com soro normal) foi detectado em 45% das gestantes a partir da 2ªgestação 8% das primegestas, em 29% das abortadeiras primárias e, em 58% das secundárias. CONCLUSÃO: Este fator não parece ser elemento essencial para o sucesso gestional. Portanto, não deve ser considerado parâmetro para avaliação de pacientes com ARE-SED.
Palavra-chave Mixed lymphocyte culture test
Pregnancy
Habitual abortion
Idioma Inglês
Data de publicação 1997-08-01
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 115, n. 4, p. 1485-1489, 1997.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 1485-1489
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31801997000400006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31801997000400006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/508

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31801997000400006.pdf
Tamanho: 1.127MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta