Health-related quality of life predictors during medical residency in a random, stratified sample of residents

Health-related quality of life predictors during medical residency in a random, stratified sample of residents

Título alternativo Preditores de qualidade de vida relacionada à saúde durante a residência médica em uma amostra randomizada e estratificada de médicos residentes
Autor Macedo, Paula Costa Mosca Autor UNIFESP Google Scholar
Citero, Vanessa de Albuquerque Autor UNIFESP Google Scholar
Schenkman, Simone Autor UNIFESP Google Scholar
Nogueira-Martins, Maria Cezira Fantini Google Scholar
Morais, Mauro Batista de Autor UNIFESP Google Scholar
Nogueira-Martins, Luiz Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
National Health Agency Department of Planning
Department of Health of the State of São Paulo
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the quality of life during the first three years of training and identify its association with sociodemographicoccupational characteristics, leisure time and health habits. METHOD: A cross-sectional study with a random sample of 128 residents stratified by year of training was conducted. The Medical Outcome Study -short form 36 was administered. Mann-Whitney tests were carried out to compare percentile distributions of the eight quality of life domains, according to sociodemographic variables, and a multiple linear regression analysis was performed, followed by a validity checking for the resulting models. RESULTS: The physical component presented higher quality of life medians than the mental component. Comparisons between the three years showed that in almost all domains the quality of life scores of the second year residents were higher than the first year residents (p < 0.01). The mental component scores remained high for third year residents (p < 0.01). Predictors of higher quality of life were: second or third year of residency, satisfaction with the training program, sufficient time for leisure, and care of critical patients for less than 30 hours per week. CONCLUSION: The mental component of quality of life was the most impaired component, indicating the importance of caring for residents' mental health, especially during their first year and when they are overloaded with critical patients.

OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida do médico residente durante os três anos do treinamento e identificar sua associação com as características sociodemográficas-ocupacionais, tempo de lazer e hábitos de saúde. MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal com amostra randomizada de 128 residentes, estratificada por ano de residência. O Medical Outcome Study-Short Form 36 foi aplicado; as distribuições percentis dos domínios de qualidade de vida de acordo com variáveis sociodemográficas foram analisadas pelo teste de Mann-Whitney e regressão linear múltipla, bem como estudo de validação pós-regressão. RESULTADOS: O componente físico da qualidade de vida apresentou medianas mais altas do que o mental. Comparações entre os três anos mostraram que quase todos os domínios de qualidade de vida tiveram escores maiores no segundo do que no primeiro ano (p < 0,01); em relação ao componente mental observamos maiores escores no terceiro ano do que nos demais (p < 0,01). Preditores de maior qualidade de vida foram: estar no segundo ou terceiro ano, satisfeito com o treinamento, ter tempo suficiente para lazer e atender paciente critico por menos do que 30 horas semanais. CONCLUSÃO: O componente mental da qualidade de vida foi o mais prejudicado, indicando a importância do cuidado da saúde mental, especialmente durante o primeiro ano do treinamento, e quando eles estão sobrecarregados por pacientes críticos.
Palavra-chave Education, medical
Internship and residency
Quality of life
Stratified sampling
Mental health
Educação médica
Residência médica
Qualidade de vida
Amostragem estratificada
Saúde mental
Idioma Inglês
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2009-06-01
Publicado em MACEDO, Paula Costa Mosca et al . Health-related quality of life predictors during medical residency in a random, stratified sample of residents. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo , v. 31, n. 2, p. 119-124, jun. 2009
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 119-124
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462009000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000268348800007
SciELO S1516-44462009000200007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5077

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462009000200007.pdf
Tamanho: 533.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta