Análise Da Expressão Dos Receptores Envolvidos No Controle Vesical Em Pacientes Com Bexiga Desfuncionalizada E Do Comportamento Miccional Após O Transplante Renal

Análise Da Expressão Dos Receptores Envolvidos No Controle Vesical Em Pacientes Com Bexiga Desfuncionalizada E Do Comportamento Miccional Após O Transplante Renal

Author Neves Neto, Joao Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Mesquita, Roberto Andre Soler Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Urologia)
Abstract Objective: End-stage renal disease (ESRD) patients undergoing dialysis may develop anuria. Long periods of anuria lead to interruption of the physiological storage and voiding cycle, a condition known as defunctionalized bladder (DB). The objective of this study is to evaluate the expression of bladder receptors in patients with DB and to assess voiding behavior after refunctionalization. Methods: A total of 68 patients with ESRD undergoing dialysis who were candidates to kidney transplant were divided in two groups: DB (diuresis < 300 mL/24 h; n=33) and NDB (non-DB; diuresis  300 mL/24 h; n=35). During kidney transplant a sample of the already dissected mucosa and detrusor at the site of the future ureteral implantation were collected. The expression of the following receptors was evaluated by real-time polymerase chain reaction (RT-PCR) in the mucosa and detrusor: M2, M3, 1D, 3, P2X1, P2X2, P2X3, TRPV1, TRPV4, TRPA1 and TRPM8. At 3, 6 and 12 months after kidney transplant patients answered IPSS and ICIQ-OAB questionnaires. They also filled a 3-day 24 h frequency/volume chart at 6 and 12 months. Results: There was no difference in sex and age between DB and NDB groups. Lower diuresis volume in 24 h and longer pretransplant dialysis duration was observed in DB patients. The expression of all receptors in the mucosa and in the detrusor was similar in both groups, except from 1D, which was overexpressed in the detrusor of DB relatively to NDB group. TRPM8 expression was not demonstrated in any bladder layer of any group. ICIQ-OAB symptom score was similar between the groups at 3, 6 and 12 months. There was a reduction of this score in both groups throughout the follow-up. The same pattern was found for IPSS score. Bother scores were similar between groups. No difference was observed for all parameters extracted from the frequency-volume charts between DB and NDB patients. Conclusion: Gene expression of bladder receptors involved in micturition control was similar in patients with or without DB. Bladder behavior had a similar pattern independently of pretransplant residual diuresis. These findings question the relevance of the term DB in pretransplant patients.

Objetivo: Pacientes portadores de doença renal crônica (DRC) submetidos à diálise podem desenvolver anúria. Períodos prolongados em anúria leva à interrupção dos ciclos fisiológicos de enchimento e esvaziamento vesical, uma condição conhecida como bexiga desfuncionalizada (BD). O objetivo desse estudo é avaliar a expressão dos receptores vesicais em pacientes com BD e o comportamento miccional após a refuncionalização. Método: Um total de 68 pacientes portadores de DRC em diálise candidatos ao transplante renal foram divididos em 2 grupos: BD (diurese < 300mL/24 h; n=33) e NBD (não-BD; diurese  300mL/24 h; n=35). No momento do transplante renal foi retirada uma amostra da mucosa (urotélio e lâmina própria) e do detrusor, ambos já dissecados no local do implante ureteral. A expressão dos seguintes receptores foi avaliada por real-time polymerase chain reaction (RT-PCR) na mucosa e detrusor: M2, M3, 1D, 3, P2X1, P2X2, P2X3, TRPV1, TRPV4, TRPA1 e TRPM8. Foram aplicados questionários IPSS e ICIQ-OAB nos meses 3, 6 e 12 após o transplante renal. Nos meses 6 e 12 foram realizadas tabelas de frequência-volume. Resultados: Os grupos não apresentaram diferença em relação a média de idade e sexo. O grupo BD apresentou diurese menor e tempo de diálise maior em relação ao grupo NBD. A análise por PCR não mostrou diferença na expressão dos receptores de controle vesical entre os grupos, tanto no urotélio/lâmina própria como no detrusor, com exceção do receptor 1D que foi superexpresso no detrusor do grupo BD. Não foi verificada a expressão do receptor TRPM8 em nenhum dos grupos. Na avaliação clínica, o escore de ICIQ-OAB para sintomas não mostrou diferença entre os grupos em 3, 6 e 12 meses. Ao longo do tempo, houve redução dos escores em ambos os grupos. Resultado semelhante foi observado em relação ao IPSS. Em relação aos incômodos não houve diferença entre os grupos nos diversos momentos da avaliação. As tabelas de frequência-volume realizadas nos meses 6 e 12 mostraram que em todos os parâmetros medidos, os grupos comportaram-se de maneira semelhante. Conclusão: A expressão gênica dos receptores envolvidos no controle vesical foi semelhante em pacientes com e sem BD. O comportamento miccional após o transplante foi similar independente da diurese residual pré-transplante. Esses achados questionam a relevância do termo BD aplicado em pacientes pré-transplante.
Keywords Bladder
Receptors
Kidney
Transplant
Defunctionalization
Bexiga
Receptores
Rim
Transplante
Desfuncionalização
Language Portuguese
Date 2017-11-09
Research area Disfunções Miccionais - Aspectos Moleculares, Celulares, Funcionais E Inovações Terapêuticas.
Knowledge area Desenvolvimento Morfo-Funcional E Biotecnológico Uro-Genital
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 72p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5687339
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50580

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account