Análise Da Imunoexpressão Das Histona Deacetilases 3 E 4 E Sua Associação Com Parâmetros Morfológicos E Clínicos Em Carcinoma Hepatocelular, Nódulos Displásicos De Alto Grau E Nódulos Cirróticos Em Pacientes Portadores Do Vírus Da Hepatite C

Análise Da Imunoexpressão Das Histona Deacetilases 3 E 4 E Sua Associação Com Parâmetros Morfológicos E Clínicos Em Carcinoma Hepatocelular, Nódulos Displásicos De Alto Grau E Nódulos Cirróticos Em Pacientes Portadores Do Vírus Da Hepatite C

Author Andriotti, Carolina Da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Stavale, Joao Norberto Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Patologia
Abstract Objective: To evaluate the imunoexpression of HDAC3 and HDAC4 in Hepatocellular Carcinoma (HCC), high grade dysplastic nodules (HGDN) and cirrhotic nodules (CN) in patients positives for Hepatites C vírus (HCV). Material and Methods: 45 patients, positives for HCV who underwent partial or total hepatectomies were selected from Hospital São Paulo from January 2005 to December 2014. Expression of HDAC3 and HDAC4 was assessed by immunohistochemistry and evaluated by a semiquantitative score, considering intensity and proportion of positive nuclei in HCC, HGDN and CN. The immunoreactivity was then compared among the groups and the association with morfological, clnical and laboratorial parameters was assessed. Results: There was difference in the expression of HDAC3 among the groups and it was associated with the presence of vascular invasion. Besides, there was no difference in the expression of HDAC4 among the groups. However, it was associated with higher blood levels of AFP and with the patient’s age at the time of diagnosis of HCC. There was no dfference between the immunoreactivity of HDAC3 and HDAC4 in HGDN and CN in the patients who had HCC when compared to the patients who did not have HCC. Conclusion: The difference of the immunoreactivity of HDAC3 among the three groups sugests that this epigenetic alteration plays a role in hepatocarcinogenesis. The association between de immunoreactivity of HDAC3 and vascular invasion sugests that this lesions are more capable of spreading. The association between de immunoreactivity of HDAC4 and blood levels of AFP sugests this lesions are less differenciated.

Objetivo: Avaliar a imunoexpressão das HDAC3 e HDAC4 no Carcinoma Hepatocelular (CHC), nos nódulos displásicos de alto grau (NDAG) e nos nódulos cirróticos (NC) de pacientes portadores de Vírus da Hepatite C (VHC). Materiais e Método: Foram selecionados 45 pacientes portadores de VHC que foram submetidos a hepatectomias parciais ou totais no Hospital São Paulo de Janeiro de 2005 a Dezembro de 2014. A expressão das enzimas HDAC3 e HDAC4 foi avaliada por exame imunoistoquímico por meio de avaliação semiquantitativa, levando-se em consideração a proporção e a intensidade de núcleos marcados, nos nódulos de CHC, NDAG e NC. A imunorreatividade observada foi comparada entre os grupos e foi pesquisada associação entre esta e parâmetros morfológicos, clínicos e laboratoriais dos pacientes. Resultados: Houve diferença da imunorreatividade da HDAC3 nos três grupos de lesão, além de associação da imunorreatividade da HDAC3 com a presença de embolias microvasculares. Não houve diferença da expressão da HDAC4 nos três grupos de lesão. No entanto, houve associação entre a imunorreatividade da HDAC4 com os níveis séricos de AFP e com a idade dos pacientes ao diagnóstico de CHC. Não houve diferença na imunorreatividade da HDAC3 e da HDAC4 nos NDAG e NC dos pacientes portadores de CHC, quando comparados com os pacientes não portadores de CHC. Conclusões: A diferença da imunorreatividade da HDAC3 nos três tipos de lesão sugere a participação dessa alteração epigenética na carcinogênese hepática. A associação da imunorreatividade da HDAC3 com a presença de embolias neoplásicas sugere tratar-se de lesões com maior capacidade de invasão e que a imunorreatividade da HDAC3 pode ter valor prognóstico. A associação da imunorretividade da HDAC4 com os níveis séricos de AFP sugere tratar-se de lesão constituída por células menos diferenciadas
Keywords Carcinoma Hepatocelular
Alterações Epigenéticas
Histona Deacetilase
Imunoisotquímica
Carcinoma Hepatocelular
Alterações Epigenéticas
Histona Deacetilase
Imunoisotquímica
Language Portuguese
Date 2017-08-15
Research area Aspectos Morfológicos, Fisiopatogênicos E Moleculares Das Doenças
Knowledge area Patologia Humana E Forense
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 116p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5425632
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50487

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account