Avaliação Do Sleep Onset Rapid Eye Movment Period (Soremp) Noturno No Diagnóstico De Narcolepsia De Pacientes Com Sonolência Excessiva Diurna Do Ambulatório De Narcolepsia Da Universidade Federal De São Paulo / Escola Paulista De Medicina

Avaliação Do Sleep Onset Rapid Eye Movment Period (Soremp) Noturno No Diagnóstico De Narcolepsia De Pacientes Com Sonolência Excessiva Diurna Do Ambulatório De Narcolepsia Da Universidade Federal De São Paulo / Escola Paulista De Medicina

Author Fernandes, Gustavo Bruniera Peres Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Coelho, Fernando Morgadinho Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psicobiologia
Abstract Objectives: The primary objective was to evaluate the nocturnal sleep onset rapid eye movement period (nSOREMP) prevalence in narcoleptics type 1 (NT1) and type 2 (NT2) patients. The secondary objective was to evaluate the diagnostic sensitivity and specificity of non-invasive, clinics and electrophysiological, methods as predictors of cerebrospinal fluid Hypocretin-1 (CSF Hcrt-1) deficiency in a population of patients with narcolepsy diagnosis (by ICSD-3 criteria) attended at excessive daytime sleepiness outpatient clinic of Universidade Federal de São Paulo / Escola Paulista de Medicina in the period from 2011 to 2016. Methods: In a retrospective analysis of medical records, patients were distributed in tow groups, according the ICSD-3 criteria (NT1 and NT2), for nSOREMP prevalence estimation (ou rate). Subsequently the patients were divided into 5 groups to evaluate the association with CSF Hcrt-1 deficiency (Group 1 – CSF Hcrt-1 level; Group 2 – cataplexy presence; Group 3 – nSOREMP presence; Group 4 - HLA-DQB1*0602 presence; Group 5 – cataplexy plus HLADQB1*0602 presence). Results: A total of ninety-one patients were included, of which 34 (37.36%) were male, average age of 35,2 ± 14,6 years. The nocturnal SOREMP was more prevalent in NT1 patients (35%) than in NT2 patients (7.5%); p<0,001. Among the noninvasive methods studied, the presence of HLA-DQB1*0602 allele was the best predictor of Hcrt-1 deficiency. Conclusions: The nocturnal SOREMP was more prevalent in NT1 patients. As an alternative for predicting CSF Hcrt-1 deficiency, the presence of cataplexy associated with HLA-DQB1*0602 allele was the best noninvasive method studied. When considering the requirement for an invasive procedure to obtain CSF and technical and methodological difficulty to perform the CSF Hcrt-1 measure, these non-invasive and non-lab methods could be more assessed.

Objetivos: O objetivo primário do presente estudo foi avaliar a prevalência do Sleep Onset Rapid Eye Movement Period (SOREMP) noturno em pacientes com narcolepsia tipo1 (NT1) e tipo 2 (NT2). O objetivo secundário foi avaliar a sensibilidade e a especificidade diagnósticas de métodos não invasivos, clínicos e eletrofisiológicos, como preditores da deficiência de Hcrt-1 no LCR na população de pacientes com diagnóstico de narcolepsia (segundo o ICSD-3) atendidos do Ambulatório de Sonolência Excessiva Diurna da Universidade Federal de São Paulo / Escola Paulista de Medicina no período de 2011 a 2016. Métodos: Numa análise retrospectiva dos prontuários, os pacientes foram divididos em dois grupos, segundo os critérios do ICSD-3 (NT1 e NT2), para avaliação da prevalência do SOREMP noturno. Posteriormente os pacientes foram divididos em 5 grupos, para avaliar a associação com a deficiência de Hcrt-1 no LCR (Grupo 1 – níveis de hipocretina-1; Grupo 2: presença de cataplexia; Grupo 3: presença de SOREMP noturno; Grupo 4: presença alelo HLA-DQB1*0602 3 Grupo 5: presença de cataplexia associada a presença do alelo HLA-DQB1*0602). Resultados: Foram incluídos 91 pacientes, sendo 34 (37,36%) do sexo masculino, com idade média de 35,2 ± 14,6 anos. O SOREMP noturno foi mais prevalente nos pacientes com diagnóstico de NT1 (35%) do que nos pacientes com narcolepsia tipo 2 (7,5%); p<0,001. A presença de cataplexia associada ao alelo HLA-DQB1*0602 foi o melhor preditor da deficiência de hipocretina-1 dentre os métodos não invasivos estudados. Conclusões: O SOREMP noturno foi mais prevalente em pacientes com NT1. A presença de cataplexia associada ao alelo HLA-DQB1*0602 foi o melhor método não invasivo estudado como alternativa para predição da deficiência de Hcrt-1 no LCR. Ao se considerar a necessidade de procedimento invasivo para a coleta de LCR e a dificuldade técnica e metodológica para a realização da dosagem de hipocretina-1, estes métodos poderiam ser mais valorizados.
Keywords Hla-Dqb1*0602
Sono
Narcolepsia
Hipocretina-
Cataplexia
Hla-Dqb1*060
Language Portuguese
Date 2017-10-26
Research area Distúrbios Do Sono E Suas Consequências
Knowledge area Medicina E Biologia Do Sono
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 167p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5078147
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50432

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account