Sensibilização A Alérgenos Inalatórios E Alimentares Em Crianças Brasileiras Atópicas Pela Mensuração In Vitro De Ige Específica, Ige Total E Phadiatop Infant® - Projeto Alergia Ii

Sensibilização A Alérgenos Inalatórios E Alimentares Em Crianças Brasileiras Atópicas Pela Mensuração In Vitro De Ige Específica, Ige Total E Phadiatop Infant® - Projeto Alergia Ii

Author Rozalem, Ana Carolina Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Sole, Dirceu Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Pediatria E Ciências Aplicadas À Pediatria
Abstract Introduction: Allergic diseases are examples of chronic non-communicable diseases present since the earliest stages of life and with a notable increase in incidence in the last decades. Its occurrence presupposes production by the immune system of immunoglobulin E (IgE) to specific proteins and the triggering of clinical symptoms when coming into contact with them. The presence of elevated total IgE (tIgE) is related to the presence of specific IgE (sIgE) and the occurrence of allergic diseases. Panels that include common allergens relevant to populations, pathologies, and age groups may be useful to exclude IgE involvement in individuals suspected of allergy and to facilitate diagnosis. Phadiatop Infant® (PhInf) is a panel with good performance, developed for the population under 5 years, which combines the most frequent allergens among the Brazilian population. Objectives: To evaluate PhInf as a screening method for allergic diseases in Brazilian children. To determine the serum levels of seIgE and sIgE to allergens constituent of PhInf in the different age groups and allergic diseases studied. Evaluate the relationship between the levels of PhInf and those of tIgE and sIgE performed. Methods: Cross - sectional study involving 11 Brazilian Pediatric Allergy Centers. Patients and controls were divided into groups according to the main disease and age group. Participants were submitted to the collection of blood for the measurement of tIgE, PhInf and sIgE for D.pteronyssinus (Dp), Cat Epithelium, Dog Epithelium, Grass Mix, Pollen Mix, Egg, Cow's Milk, Peanut and Shrimp. Values ​​of sIgE and PhInf equal to or greater than 0.35 KUA / L (or PAU / L) were considered positive. RESULTS: A total of 470 children and adolescents were divided into 5 groups of the same proportion according to the main disease: Allergic rhinitis (RA) and / or Asthma, Atopic dermatitis (AD), Food allergy (AA), Sibilant Infant and Control. There was no statistical difference of gender: 47.7% were males. The mean age was 6.3 years (range from 5 months to 18 years). Children with asthma and AD were significantly older than those with AA and LS. The mean tIgE concentration was 981kU / L, increasing with age up to 4 years, when there was no statistical difference between the subsequent age groups. Regarding the main disease, AD and Asthma had the highest levels. PhInf was positive in 72.6% of the subjects tested (n = 341) with the highest positivity ratio in AA (92.6%), AD (91.9%) and in the group of patients over 13 years of age (95 %). The agreement between PhInf positivity and any of the specific allergens reached high levels between patients (Kappa = 0.94, p <0.001) and controls (Kappa = 0.84, p <0.001). For each specific allergen, agreement was perfect between PhInf and Dp in patients older than 13 years (Kappa = 0.936, p <0.001). TIgE levels were significantly higher in the group with PhInf 0.35 (p <0.001) for all groups involved. As a diagnostic test for atopy, PhInf showed good sensitivity (S = 79%) and moderate specificity (E = 56%), however, when compared to sIgE, high S and E: 97% and 93%, respectively. Conclusions: The positivity of Phadiatop Infant® in children and adolescents allergic is high and presents an excellent correlation with the constituent allergens dosed separately. It can be said that PhInf is a useful method in screening children suspected of allergic diseases. TIgE levels in allergic patients are very high and are influenced by age, type and presence of disease are higher in patients with AD and Asthma and lower in LS and controls and increase with age progression.

Introdução: As doenças alérgicas são exemplos de doenças crônicas não transmissíveis presentes desde as fases mais precoces da vida e com notável aumento da incidência nas últimas décadas. Sua ocorrência pressupõe produção pelo sistema imunológico de imunoglobulina E (IgE) a proteínas específicas e o desencadeamento de sintomas clínicos ao entrar em contato com elas. A presença de IgE total (tIgE) elevada está relacionada à presença de IgE específica (sIgE) e a ocorrência de doenças alérgicas. Painéis que incluem alérgenos comuns relevantes a populações, patologias e faixas etárias podem ser úteis para excluir o envolvimento de IgE em indivíduos com suspeição de alergia e facilitar o diagnóstico. O Phadiatop Infant® (PhInf) é um painel com boa performance, desenvolvido para população inferior a 5 anos, que combina os alérgenos mais frequentes entre a população brasileira. Objetivos: Avaliar o PhInf como método de triagem para doenças alérgicas em crianças brasileiras. Determinar os níveis séricos de tIgE e os de sIgE aos alérgenos constituintes do PhInf nas diferentes faixas etárias e doenças alérgicas estudadas. Avaliar a relação entre os níveis de PhInf e os de tIgE e sIgE realizados. Métodos: Estudo transversal envolvendo 11 centros de Alergia Pediátrica brasileiros. Pacientes e controles foram divididos em grupos de acordo com a doença principal e faixa etária. Participantes foram submetidos a coleta de sangue para a mensuração de tIgE, PhInf e sIgE para D.pteronyssinus (Dp), Epitélio de gato, Epitélio de cão, Mix de Gramíneas, Mix de Pólens, Ovo, Leite de vaca, Amendoim e Camarão. Valores de sIgE e PhInf iguais ou superiores a 0,35 KUA/L (ou PAU/L) foram considerados positivos. Resultados: Participaram do estudo 470 crianças e adolescentes, divididos em 5 grupos de mesma proporção de acordo com doença principal: Rinite alérgica (RA) e/ou Asma, Dermatite atópica (DA), Alergia alimentar (AA), Lactente Sibilante (LS) e Controle. Não houve diferença estatística de gênero:47,7% eram do sexo masculino.A média das idades foi 6,3 anos(variação de 5 meses a 18 anos). Crianças com asma e DA eram significantemente mais velhas que as com AA e LS. A concentração média de tIgE foi 981kU/L, aumentando com a idade até os 4 anos, quando não houve mais diferença estatística entre os grupos etários subsequentes. Com relação à doença principal, DA e Asma apresentaram os maiores níveis. PhInf foi positivo em 72,6% dos indivíduos testados (n=341) com maior proporção de positividade em AA (92,6%), DA (91,9%) e no grupo de doentes maiores que 13 anos de idade (95%). A concordância entre a positividade de PhInf e qualquer um dos alérgenos específicos atingiu níveis elevados entre doentes (Kappa=0,94, p<0,001) e controles (Kappa=0,84, p<0,001). Em relação a cada alérgeno específico, a concordância foi perfeita entre PhInf e Dp nos pacientes maiores de 13 anos (Kappa=0,936, p<0,001). Os níveis de tIgE foram significantemente maiores no grupo com PhInf 0,35 (p<0,001) para todos os grupos envolvidos. Como teste Diagnóstico para atopia, PhInf apresentou boa sensibilidade (S=79%) e moderada especificidade (E=56%) no entanto, se comparado a sIgE, alta S e E: 97% e 93%, respectivamente. Conclusões: A positividade de Phadiatop Infant® em crianças e adolescentes alérgicos é elevada e apresenta ótima correlação com os alérgenos constituintes dosados separadamente. Pode-se afirmar que PhInf é um método útil na triagem de crianças suspeitas de doenças alérgicas. Níveis de tIgE nos pacientes alérgicos são muito elevados e sofrem influência de idade, tipo e presença de doença são maiores nos pacientes com DA e Asma e menores em LS e controles e aumentam com a progressão da idade.
Keywords Hipersensitivity
Child
Immunoglobulin E
Comorbidity
Chronic Disease
Hipersensibilidade
Criaança
Imunoglobulina E
Comorbidade
Doença Crônica
Language Portuguese
Date 2017-12-05
Research area Fisiologia, Epidemiologia Das Afecçoes Respiratorias, Alergicas, Imunologicas E Inflamatorias
Knowledge area Ciências da Saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 117p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5228517
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50390

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account