A Produção Acadêmica Sobre As Relações Étnico-Raciais Em Livro Didático (2005 - 2015)

A Produção Acadêmica Sobre As Relações Étnico-Raciais Em Livro Didático (2005 - 2015)

Author Santos, Maria Veronica Camara Dos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Moises, Valdir Ambrosio Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Cardiologia)
Abstract Background: Anthracyclines are effective drugs for cancer treatment, but are strongly associated with early or late cardiotoxicity. Left ventricular ejection fraction (LVEF) by echocardiography is recommended for the diagnosis. Left ventricular global longitudinal two-dimensional strain (LVGL2DS) by speckle tracking echocardiography (STE) seems to have high sensitivity. The aim of this study was to analyze the global and segmental LV systolic function and LVGL2DS by STE in patients late after treatment of osteosarcoma. Methods: Survivors of osteosarcoma, treated during adolescence with doxorubicin and epirubicin, according with the protocol at the time of treatment, and a group of healthy controls, participated in this study with clinical and conventional echocardiographic evaluations including LVGL2DS by STE. Subgroup 1, patients had normal LVEF ( 53%), and subgroup 2, abnormal LVEF (< 53%). LVGL2DS was normal if ≤ -18.9 %. Data were analyzed and compared with parametric or nonparametric tests as appropriated; significant if p < 0.05. Results: 26 patients (26.2 years; 13 females) and 13 controls were included in the study. The meantime since treatment was 9.9 ± 2.9 years and doxorubicin cumulative dose was 347 ± 39.6 mg/m². Only one patient included in the study (3.85%) received epirubicin (Study III), and had his cumulative dose converted for doxorubicin model as recommended by the Children’s Oncology Group Guidelines. Twenty patients were in subgroup 1, and 6 in subgroup 2. LVGL2DS was lower in subgroups 1 (-17.6 ± 2.8%) and 2 (-14.5  3.9%) compared to control (-20.4  1.9%) (< 0.01). For all patients, the proportion of cardiotoxicity increased from 6/26 (23%), with LVEF only, to 17/26 (65%) when adding LVGL2DS analysis. The basal segments of septal, anteroseptal and inferior walls were more frequently altered with higher strain values (less negatives, mathematically) than other segments of the same walls. Conclusions: Late after treatment of osteosarcoma, patients had decreased LVGL2DS despite normal LVEF that possibly represents hidden cardiotoxicity. Basal myocardial segments were more affected.

Fundamentos: Antraciclinas são drogas quimioterápicas efetivas no tratamento do câncer, porém, apresentam forte associação com complicações cardíacas (cardiotoxicidade) precoces ou tardias. A fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) pela ecocardiografia bidimensional é o método recomendado para o diagnóstico de cardiotoxicidade. O “strain” bidimensional longitudinal global do ventrículo esquerdo (SBLGVE) obtido através da ecocardiografia por “speckle tracking” (EST) parece ter alta sensibilidade. O objetivo do presente estudo foi analisar e comparar a função global e segmentar do ventrículo esquerdo com a ecocardiografia convencional e com “strain” bidimensional longitudinal do ventrículo esquerdo em pacientes longo tempo após o tratamento de osteossarcoma. Métodos: Sobreviventes de osteossarcoma tratados durante a infância ou adolescência com doxorrubicina ou epirrubicina, conforme protocolos de tratamento vigentes na época, e um grupo de controles saudáveis, participaram do estudo com avaliações clínica e ecocardiográfica convencional e com SBLGVE. Os pacientes foram subdivididos em subgrupo 1, com FEVE normal ( 53%), e subgrupo 2, com FEVE < 53% (anormal). O SBLGVE foi analisado pela técnica de “speckle tracking” e foi considerado normal se  -18,9% (valores, matematicamente, mais negativos). A análise segmentar do ventrículo esquerdo foi realizada com ”strain” pela mesma técnica. Os dados foram analisados e comparados com testes paramétricos e não paramétricos, conforme apropriado; considerou-se significante os valores de p < 0,05. Resultados: 26 pacientes (26,2 ± 5,6 anos; 13 do sexo feminino) e 13 controles foram incluídos no estudo. O tempo médio após o final do tratamento foi de 9,9 ± 2,9 anos e a dose cumulativa média da doxorrubicina foi de 347 ± 39,6 mg/m². Apenas 1 paciente incluído no estudo (3,85%) foi tratado com epirrubicina (Estudo III), tendo sua dose cumulativa total convertida para a equivalência com a doxorrubicina, conforme orientação do Children’s Oncology Group Guidelines. Vinte pacientes foram classificados no subgrupo 1, e 6 no subgrupo 2. O SBLGVE foi menor nos subgrupos 1 (-17,6 ± 2,8%) e 2 (-14,5  3,9%) comparados com o grupo controle (-20,4  1,9%) (p < 0,01). Em todos os 26 pacientes, a proporção de diagnóstico de cardiotoxicidade aumentou de 6/26 (23%), apenas com a análise da FEVE, para 17/26 (65%), quando adicionado o SBLGVE. Os segmentos regionais basais das paredes septal, septal anterior e inferior foram os mais frequentemente acometidos pois tiveram valores de ”strain” anormalmente mais altos (matematicamente, menos negativos) que os demais segmentos das mesmas paredes. Conclusões: anos após o tratamento de osteossarcoma com antraciclinas, os pacientes apresentaram diminuição do ”strain”, apesar da FEVE normal, o que, possivelmente, representa uma situação de cardiotoxicidade oculta. Alguns segmentos miocárdicos do ventrículo esquerdo foram mais frequentemente acometidos.
Keywords Cardiotoxicity
Doxorubicin
Anthracyclines
Left Ventricular Ejection Fraction
Global Longitudinal Two-Dimensional Strain
Segmental Strain
Cardiotoxicidade
Doxorrubicina
Antraciclinas
Osteossarcoma
Fração De Ejeção Do Ventrículo Esquerdo
Speckle Tracking
Strain Bidimensional Longitudinal Global
Strain Segmentar
Language Portuguese
Date 2017-03-29
Research area Integração De Biomarcadores, Registros Elétricos E Multimodalidades De Imagens No Reconhecimento E Monitoramento Das Anormalidades Cardiovasculares
Knowledge area Investigação Básica E Clínica Das Doenças Cardiovasculares
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 77p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5038972
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50231

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account