Prática Argumentativa No Ensino De Geografia: Um Estudo A Partir Do Conceito De Território

Prática Argumentativa No Ensino De Geografia: Um Estudo A Partir Do Conceito De Território

Author Carli, Eden Correia Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Moraes, Jerusa Vilhena De Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Educação
Abstract This dissertation aims to investigate “which are” and “how are” developed the scientific arguments constructed by the students of the final years of elementary school (9th grade) of three public schools in the city of São Paulo. With a view to formation of citizens scientically literate, we propose in this dissertation the indentification of the scientific arguments developed by the students, in the context of learning about the concept of territory, analyzing them in the light of geographic science and thus relating the arguments to the role that the Geography can have in the construction of a citizen practice on the part of the students. A test kind of knowledge questionnaire was used as a data collection research tool. The discussions that involve this investigation, analyze the quality of the students' argument in the contact with the scientific theory presented (according as Lima, 2008; Duschl, 2007) and the quality assessment of the arguments developed by students when qualified following a standart of: data usage (D); Warranty (W) for definition conclusion (C) and the ability to rebuttal (R), through the refinement of the categories of Toulmin's argument pattern (2001), according to Sasseron (2008) Erduran & Jiménez-Alexandre (2007). They are also concerns to this research contextualize the analysis of the role of morality and ethics in the decision making contained in the arguments collected, according to Zeidler & Sadler (2007) and Kolstø & Ratcliffe (2007). The variety of analyzes proposed demonstrates a range of obstacles to the students' learning in contact with the scientific discourse offered by the activity, among them we highlight the difficulties of working with scientific evidence. The study of the statement used by the students in defending their justifications revealed the importance of classroom research and practices in socio-scientific technical discussions as a means of engaging the student and promoting a critical reflection related to the construction of contents, evidence, implications and consequences of scientific knowledge. The results demonstrate the potential of the field of scientific argumentation in providing new steps for research and classroom practice in the discipline of Geography.

Esta dissertação tem por objetivo investigar “quais são” e “como são” desenvolvidos os argumentos científicos construídos pelos alunos dos anos finais do ensino fundamental (9º anos) de três escolas públicas do município de São Paulo. Tendo em vista a formação de cidadãos alfabetizados cientificamente propomos nesta dissertação a identificação dos argumentos científicos desenvolvido pelos estudantes, em meio a situação de aprendizagem sobre o conceito de território, analisando-os à luz da ciência geográfica e relacionando assim os argumentos ao papel que a Geografia pode ter na construção de uma prática cidadã por parte dos estudantes. Como ferramenta de coleta de dados foi feito uso de um questionário investigativo tipo teste de conhecimento. As discussões que envolvem esta investigação, analisam a qualidade do argumento dos alunos no contato da teoria científica apresentada (conforme Lima, 2008; Duschl, 2007) e a avaliação dos argumentos dos alunos quando qualificadas seguindo um padrão: de uso de dados (D), justificação (W) para definição da conclusão (C) e a capacidade de refutação (R) através do refinamento das categorias do padrão de argumento de Toulmin (2001), conforme Sasseron (2008) Erduran & Jiménez-Alexandre (2007). São preocupações também a esta pesquisa contextualizar a análise do papel da moral e da ética na tomada de decisões contidos nos argumentos coletados, conforme apresentado por Zeidler & Sadler (2007) e Kolstø & Ratcliffe (2007). A variedade de análises propostas demonstra uma série de obstáculos a aprendizagem dos estudantes em contato com o discurso científico oferecido pela atividade, dentre elas ressaltamos as dificuldades de se trabalhar com evidências científicas. O estudo sobre as fundamentações que foram utilizados pelos alunos na defesa de suas justificações revelaram a importância das pesquisas e práticas em sala de aula das discussões técnico sociocientíficas como um meio de engajar o estudante e promover uma reflexão crítica relacionada a construção de conteúdos, evidências, implicações e consequências do conhecimento científico. Os resultados demonstram as potencialidades do campo da argumentação científica em propiciar novos passos para as pesquisas e prática em sala de aula na disciplina de Geografia.
Keywords Geography Teaching
Territory
Scientific Argumentation
Citizenship
Everyday Thinking And Scientific Thinking
Ensino De Geografia
Território
Argumentação Científica
Cidadania
Pensamento Cotidiano E Pensamento Científico
Language Portuguese
Date 2017-07-06
Research area Sujeitos, Saberes E Processos Educativos
Knowledge area Educação
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 247p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5071455
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50220

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account