Estudo Randomizado Comparando Coronariografia Rotacional De Duplo Eixo E Coronariografia Convencional Em Uma População Com Alta Prevalência De Doença Arterial Coronariana

Estudo Randomizado Comparando Coronariografia Rotacional De Duplo Eixo E Coronariografia Convencional Em Uma População Com Alta Prevalência De Doença Arterial Coronariana

Author Giuberti, Rafael Souto De Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Caixeta, Adriano Mendes Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Cardiologia)
Abstract Objective: To compare the safety, radiation dose, contrast volume and diagnostic precision between dual axis rotational coronary angiography (DARCA) and (CCA). Introduction: Conventional coronary angiography is the gold standard in the diagnosis of coronary artery disease and is based on the analysis of two-dimensional orthogonal fixed projections that may not be ideal to assess certain coronary segments. DARCA is an alternative method that allows dynamic visualization of the coronary arteries at multiple angles with a single contrast injection for each coronary. Methods: Two hundred and one patients were randomly assigned to conventional angiography (n = 100) or DARCA (n = 101) and compared safety, patient exposure to radiation and use of contrast media. Seventyseven (77) coronary lesions in both groups were selected, assessed by two independent observers and categorized as mild (30% and 49%), moderate (50% to 69%), and severe lesions (> 70%). The inter-observer correlation was estimated by the Kappa index. Results: Baseline demographics and clinical characteristics were similar in both groups. The overall prevalence of coronary artery disease was 77.6%. DARCA had significant reduction in contrast, 60 mL (IQR: 52.5 to 71.5 ml) versus 76 mL (IQR: 68-87 mL), P <0.0001; and radiation dose by Air Kerma, 269.5 mGy (IQR: 176 to 450.5) versus 542.1 mGy (IQR: 370.7 to 720.8), P <0.0001. There were fewer patients requiring additional projections in the rotational group: 54.0% versus 75.0%; P = 0.002. The inter-observer correlation index in DARCA group was 0.71, considered good, whereas in the conventional group the correlation was regular, 0.53. Conclusions: In a population with a high prevalence of coronary artery disease, DARCA was safe and resulted in significant decrease in the volume of contrast and radiation dose. The higher reproducibility for DARCA compared to conventional coronary angiography can be justified by the possibility of quantifying the same lesion in different angles.

Objetivo: Comparar a segurança, a dose de radiação, o volume de contraste e precisão diagnóstica entre a coronariografia rotacional de duplo eixo (CRDE) e a coronariografia convencional. Introdução: A coronariografia convencional é o método padrão ouro no diagnóstico da doença arterial coronariana e baseia-se na análise de projeções fixas ortogonais bidimensionais, que podem não ser ideais para avaliar determinados segmentos coronarianos. CRDE é uma técnica alternativa que permite a visualização dinâmica das artérias coronárias, em múltiplos ângulos, com uma única injeção de contraste para cada coronária. Métodos: Duzentos e um pacientes foram aleatoriamente designados para coronariografia convencional (n = 100) ou CRDE (n = 101) e comparadas segurança, a exposição do paciente à radiação e o consumo de meio de contraste. Posteriormente, foram selecionadas consecutivamente as primeiras setenta e sete (77) lesões coronarianas em ambos os grupos, avaliadas por dois observadores independentes e classificadas entre lesões leves (30% a 49%), moderadas (50% a 69%), e graves (>70%). A correlação inter-observador foi estimada pelo índice Kappa. Resultados: Os dados demográficos iniciais e características clínicas foram semelhantes em ambos os grupos. A prevalência geral de doença arterial coronariana foi de 77,6%. O grupo rotacional obteve redução significativa na quantidade de contraste, 60 ml (IQR: 52,5- 71,5 ml) contra 76 ml (IQR: 68-87 ml), P <0,0001; e dose de radiação pela Air Kerma, 269,5 mGy (IQR: 176-450,5) versus 542,1 mGy (IQR: 370,7-720,8), P <0,0001. Houve menos pacientes que necessitaram de projeções adicionais no grupo rotacional: 54,0% versus 75,0%; P=0,002. O índice de correlação interobservador no grupo rotacional foi de 0,71, considerado bom, já no grupo convencional a correlação foi regular, 0,53. Conclusão: Em uma população com alta prevalência de doença arterial coronariana, CRDE foi segura e resultou em diminuição significativa no volume de contraste e na dose de radiação. A reprodutibilidade superior para CRDE comparada à coronariografia convencional pode ser justificada pela possibilidade de se quantificar uma mesma lesão em diversas angulações.
Keywords Conventional Coronary Angiography
Rotational Coronary Angiography
Radiation
Contrast
Coronary Artery Disease
Coronariografia
Coronariografia Rotacional
Meio De Contraste
Radiação
Estenose Coronariana
Language Portuguese
Date 2017-12-21
Research area Investigação Integrada Dos Procedimentos Diagnósticos E Terapêuticos Das Doenças Cardiovasculares
Knowledge area Investigação Básica E Clínica Das Doenças Cardiovasculares
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 173p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5386746
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50202

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account