Alteração Da Atividade Da Superóxido Dismutase E Da Glutationa Peroxidase Nos Estados De Ultra Alto Risco Para Psicose

Alteração Da Atividade Da Superóxido Dismutase E Da Glutationa Peroxidase Nos Estados De Ultra Alto Risco Para Psicose

Author Rios, Adiel Carneiro Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Brietzke, Elisa Macedo Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psiquiatria E Psicologia Médica
Abstract The high risk for psychosis (HRP) comprises a set of psychotic symptoms such as changes in perception and thoughts. The concept was developed to facilitate the detection and early intervention in these disorders. Strategies to identify individuals with high risk for psychosis in addition to enabling early intervention can determine the actual risk of conversion to psychosis and thus improve measures of prediction and psychosis control. New approaches have been used to understand mental disorders, such as schizophrenia. The models of clinical staging, is particularly useful in the early and milder clinical presentations of the disease. Studies suggest the presence of a deregulation of oxidative stress in psychiatric disorders such as schizophrenia and in the first episode of psychoses. However, very little is known about oxidative stress before disease onset. The aim of this study was to compare the serum levels of superoxide dismutase and glutathione peroxidase in 13 young ultra high risk (UHR) subjects with psychosis to 29 healthy control (HC) subjects matched for age and sex. The clinical profile was evaluated using the Comprehensive Assessment at Risk of Mental Status (CAARMS), Semi- Structured Clinical Interview for AXIS-I of DSM-IV (SCID-I) or Kiddie-SADS-Present and Life Version K-SADS-PL) and Global Functioning Assessment (GFA). The activities of plasma superoxide dismutase (PSD) and glutathione peroxidase (GPx) were measured in serum by the spectrophotometric method using enzyme immunoassay kits and were compared between the two groups. The results indicate a significant reduction in the enzymatic activity of PSD and GPX in the UHR group compared to the control group. There were also positive correlations between the GFA performance score and the GPx and SOD activities. The results suggest that oxidative imbalances may be present in the early stages of psychosis, even at risk stages. Future studies should replicate and expand these results.

O alto risco para psicose (ARP) compreende um conjunto de sintomas psicóticos como alterações na percepção e pensamentos. O conceito foi desenvolvido para facilitar a detecção a detecção e intervenção precoce nestes transtornos. Estratégias para identificar indivíduos com alto risco para psicose além de possibilitar a intervenção precoce, pode determinar o risco real de conversão para psicose e, assim, portanto, aperfeiçoar medidas de previsão e controle da psicose. Novas abordagens têm sido utilizadas para compreensão dos transtornos mentais, como a esquizofrenia O modelo do estadiamento clinica é particularmente útil nas apresentações clínicas precoces e mais leves da doença. Estudos sugerem a presença de uma desregulação do estresse oxidativo em transtornos psiquiátricos como a esquizofrenia e no primeiro episódio de psicoses. Entretanto, muito pouco se sabe sobre o estresse oxidativo antes do início da doença. Este trabalho propôs, portanto, comparar os níveis séricos de superóxido dismutase e glutationa peroxidase em 13 indivíduos jovens com risco ultra alto (UHR) de desenvolver psicose com 29 indivíduos do grupo de controle saudável (HC) comparativo pareados com idade e sexo. O perfil clínico foi avaliado utilizando a Avaliação Compreensiva de Estados Mentais em Risco (CAARMS), Entrevista Clínica Semi- Estruturada para o Eixo-I do DSM-IV (SCID-I) ou Kiddie-SADS-Presente e Versão de Vida (K-SADS-PL) e Avaliação Global do Funcionamento (GAF). As atividades de superóxido dismutase plasmática (SOD) e glutationa peroxidase (GPx) foram medidas em soro pelo método espectrofotométrico utilizando kits de ensaio imunoenzimático e foram comparadas entre os dois grupos. Os resultados indicam uma significativa redução da atividade enzimática de SOD e GPX no grupo UHR comparado ao grupo controle. Houve também correlações positivas entre a pontuação de funcionamento de GAF e as atividades de GPx e SOD. Os resultados sugerem que os desequilíbrios oxidativos podem estar presentes nos estágios iniciais da psicose, inclusive em estágios de risco. Estudos futuros devem replicar e expandir esses resultados.
Keywords Ultra High Risk
Prodromal
Oxidative Stress
Antioxidant Enzymes
Schizophrenia
Psychoses
Ultra Alto Risco
Prodromal
Estresse Oxidativo
Enzimas Antioxidantes
Esquizofrenia
Language Portuguese
Date 2017-05-31
Research area Métodos Diagnósticos Em Psiquiatria
Knowledge area Psiquiatria
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 100p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5015874
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50082

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account