Fatores Associados À Incapacidade Funcional Entre Idosos Residentes No Estado Alagoas, Brasil

Fatores Associados À Incapacidade Funcional Entre Idosos Residentes No Estado Alagoas, Brasil

Author Costa e Silva, Maria do Desterro da Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Torloni, Maria Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Saúde Baseada Em Evidências
Abstract Objective: To investigate the prevalence of functional disability and associated risk factors among the elderly living in the State of Alagoas (AL) in 2013-2014. Methods: Cross-sectional analytical study with a sample of 2481 elderly. Inclusion criteria: men or women, aged 60 or over, living in 10 municipalities of LA. Exclusion criteria: elderly with no communication skills or with cognitive deficits. Data collection was done through home-based face-to-face interviews by trained interviewers using standardized questionnaires. The dependent variable was the functional disability (IF) of the elderly, defined as the difficulty in performing activities of daily living and instrumental activities. The Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ) scale was used for this diagnosis. The independent variables were: socio-demographic data (age, sex, per capita income, marital status, home arrangement and schooling), behavioral and health aspects (comparative health, health perception, self-reported disease, falls, smoking, Sleep and exercise). To evaluate the association between IF and independent variables, a logistic regression with bivariate analysis and a hierarchical model with a significance level of 5% were used. Results: The prevalence of FI was 35.7%. The risk factors associated with FI were: age range (80 or more years: OR 5.94, Confidence Interval - 95% CI 95% 4,2 – 8,3), referred disease (three or more diseases: OR 3.29, 95% CI 2,5 - 4,3), marital status (separated: OR 2.83, 95% CI 2,1 - 3,8) and low educational level (illiterate: OR 1.99, 95% CI 1,5 – 2,7). Conclusion: The prevalence of FI among the elderly in the state of Alagoas is high. The main risk factors identified were advanced age, low schooling, separate marital status and the existence of three or more diseases. These findings may be useful for planning public health strategies.

Objetivo: Investigar a prevalência de incapacidade funcional e os fatores de riscos associados entre os idosos residentes no Estado de Alagoas (AL) em 2013- 2014. Métodos: Estudo transversal analítico com amostra de 2481 idosos. Critérios de inclusão: homens ou mulheres, com idade de 60 ou mais, residentes em 10 municípios de AL. Critérios de exclusão: idosos sem capacidade de comunicação ou com déficits cognitivos. A coleta de dados foi feita através de entrevistas presenciais domiciliares, por entrevistadores treinados, usando questionários padronizados. A variável dependente foi a incapacidade funcional (IF) dos idosos, definida como a dificuldade na realização de atividades de vida diária e atividades instrumentais. A escala Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ) foi usada para esse diagnóstico. As variáveis independentes foram: os dados sociodemográficos (faixa etária, sexo, renda per capita, estado conjugal, arranjo domiciliar e escolaridade), aspectos comportamentais e de saúde (saúde comparada, percepção de saúde, doença auto referida, quedas, tabagismo, problemas de sono e prática de exercícios). Para avaliar associação entre a IF e as variáveis independentes, foi usada regressão logística com analise bivariada e um modelo hierarquizado, com o nível de significância de 5%. Resultados: A prevalência de IF foi de 35,7%. Os fatores de risco associados a IF foram: faixa etária (80 ou mais anos: OR 5,94, Intervalo de Confiança- IC 95% 4,2 – 8,3), doença referida (três ou mais doenças:OR 3,29, IC 95% 2,5 - 4,3), estado conjugal (separado: OR 2,83, IC 95% 2,1 - 3,8) e baixa escolaridade (analfabeto: OR 1,99, IC 95% 1,5 – 2,7). Conclusão: A prevalência de IF entre os idosos do estado de Alagoas é elevada. Os principais fatores de risco identificados foram a idade avançada, a baixa escolaridade, o estado conjugal separado e a existência de três ou mais doenças. Esses achados podem ser úteis para o planejamento de estratégias de saúde pública.
Keywords Aged
Activities Of Daily Living
Personal Autonomy
Frail Elderly
Socioeconomic Factors
Cross-Sectional Studies
Idoso
Atividades Cotidianas
Autonomia Pessoal
Idoso Fragilizado
Fatores Socioeconômicos
Estudos Transversais
Language Portuguese
Date 2017-06-29
Research area Metodologia E Realização De Revisões Sistemáticas De Terapêuticas Em Saúde
Knowledge area Clínica Médica E Medicina Interna
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 142p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5499033
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49907

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account