A Importância da capacitação de agentes comunitários de saúde (ACS) na detecção precoce de casos de demência e articulações em rede

A Importância da capacitação de agentes comunitários de saúde (ACS) na detecção precoce de casos de demência e articulações em rede

Author Barbosa, Mariana de Castro Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Mattos, Emanuela Bezerra Torres Autor UNIFESP Google Scholar
Abstract O avanço das tecnologias e a possibilidade de novos recursos para a saúde tem como consequência o fato atualmente conhecido como envelhecimento populacional. A problemática passa a ser o controle e tratamentos para as doenças que acometem essa faixa etária e que tiveram incidência elevada nos últimos anos, por exemplo, as demências. A Organização Mundial de Saúde (OMS) chama atenção para a necessidade da detecção precoce na atenção primária de saúde e apresenta o Agente Comunitário de Saúde (ACS), como um potente intersector entre os idosos acometidos pela doença e a rede de atenção à saúde. Com isso, a pesquisa viu a necessidade de capacitação aos ACS, tendo como objetivo avaliar o impacto de uma educação permanente para esses profissionais. Metodologia Foi realizada uma Oficina de Capacitação aos ACS de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) da cidade de Santos, após aprovação no Comitê de Ética e da Coordenadoria de Formação e Educação Continuada, tendo o objetivo de possibilitar à eles o conhecimento dos aspectos relacionados às Demências. Através da análise de respostas aos questionários e relatos dos participantes, foram comparados seus conhecimentos através de questionários aplicados Pré-Oficina e Pós-Oficina. A análise dos dados foi distribuída em 3 critérios: 1. O papel do Agente Comunitário de Saúde (ACS) na detecção precoce da demência; 2. A percepção dos ACS em relação à Demência e 3. Possibilidades de articulações do tema na Atenção Básica de Saúde. Resultados e Discussão Os ACS demonstraram preocupação e sentimentos de tristeza em relação às demências. A intervenção da oficina foi positiva para os profissionais que inicialmente diziam não conseguir identificar qualquer possibilidade de ação diante dessa demanda específica, ao final das oficinas metade dos participantes demonstraram uma melhor compreensão das características de uma síndrome demencial e das possibilidades de rastreio. O resultado da intervenção foi prejudicado devido a não presença em todos os encontros e, poderia ser potencializado com a realização fora do local de trabalho.Todos os participantes assentiram que a Atenção Básica deve ser responsável pela detecção precoce da doença. Considerações Finais A educação permanente de agentes comunitários de saúde é uma importante ferramenta para a efetividade do trabalho desses profissionais, possibilitando um olhar sensível aos quadros demenciais e a conscientização dos possíveis caminhos desses casos nos equipamentos de saúde

Technology advance and possibilities of new resources for health has as consequences the fact known as ageing population. The problem becomes the control and treatments for diseases that affect this age range and that had high incidence in the last few years, for instance, dementias. The World Health Organization(WHO) draws attention to the need for early detection in primary health care and presents the Community Health Agent (CHA) as an intercessor between elderly affected by disease and the health care network. With this, the research saw the need of training to the CHA, with the objective of evaluating the impact of a permanent education for these professionals. Methodology A workshop for CHAs of a Basic Health Unity (BHU) from Santos was held, after approval by the Ethics Committee and the Training and Continuing Education coordination, with the purpose to enable them the knowledge about aspects of Dementias. Through the analysis of responses to the questionnaires and participants’ reports, their pre-workshop and post-workshop knowledge were compared. Data analysis was divides into three aspects: 1. The role of the Community Health Agent (CHA) in the early detection of dementia; 2. The perception of CHA in relation to Dementia; 3. Possibilities of articulations of the theme in Primary Health Care. Results and Discussion CHAs expressed concerns and sadness about Dementias. The workshop intervention was positive for professionals, first saying they couldn’t identify any action possibility against this specific demand and ended up affirming a better understanding of the characteristics of a dementia syndrome and the possibilities of screening. The result of the intervention was impaired to absence at all offices and could be enhanced through out of workplace performance. All participants agreed that Primary Care should be responsible for the early detection of disease. Final Considerations The permanent education of community health agents is an important tool for the effectiveness of the work of these professionals, enabling a sensitive eye of dementias and awareness of the possible paths of these cases in health care equipment
Keywords Agente Comunitário de Saúde
Demência
Capacitação Profissional
Política de Saúde
Saúde do Idoso
Community Health Workers
Dementia
Professional Training
Health Policy
Health of the Elderly
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Santos
Language Portuguese
Date 2018-12-10
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 43 f.
Access rights Closed access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49823

Show full item record




File

Name: TCC Mariana Castro.pdf
Size: 913.2Kb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account