Amastigotes forms of Trypanosoma cruzi detected in a renal allograft

Amastigotes forms of Trypanosoma cruzi detected in a renal allograft

Autor Carvalho, Maria Fernanda C. Google Scholar
Franco, Marcello Fabiano de Autor UNIFESP Google Scholar
Soares, Vitor Augusto Google Scholar
Instituição Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Trypanosoma cruzi, the causative agent of Chagas disease assumes two distinct forms in vertebrate hosts: circulating trypomastigote and tissular amastigote. This latter form infects predominantly the myocardium, smooth and skeletal muscle, and central nervous system. The present work describes for the first time the detection of amastigote forms of T. cruzi in the renal parenchyma of a kidney graft recipient one month after transplantation. The patient was serologically negative for Chagas disease and received no blood transfusion prior to transplant. The cadaver donor was from an endemic area for Chagas disease. The recipient developed the acute form of the disease with detection of amastigote forms of T. cruzi in the renal allograft biopsy and circulating trypomastigote forms. The present report demonstrates that T. cruzi can infect the renal parenchyma. This mode of transmission warrants in endemic areas of Chagas disease

Detecção de formas amastigotas do Trypanosoma cruziem enxerto renalA doença de Chagas é zoonose transmitida pelo Trypanosoma cruzi, o qual apresenta duas formas distintas no hospedeiro vertebrado, a tripomastigota circulante e a amastigota tecidual. Esta última parasita freqüentemente os tecidos musculares cardíaco, liso e estriado, e o tecido nervoso. Até o presente momento nunca foram detectados formas amastigotas em parênquima renal. O presente relato descreve, pela primeira vez, a detecção de formas amastigotas do T. cruzi em parênquima renal em receptor de enxerto de rim, com testes sorológicos negativos para a doença de Chagas e ausência de transfusões prévias, observado 1 mês após o transplante renal com doador cadáver proveniente de região endêmica. O paciente desenvolveu doença de Chagas aguda com detecção de formas tripomastigotas circulantes. Como a única forma de transmissão desta zoonose pelo enxerto é através de órgão parasitado com formas amastigotas, sugere-se fortemente que o rim transplantado foi o responsável pela transmissão da doença de Chagas, no presente caso. Esta é a via de infecção que deve ser levada em consideração em transplantes nas áreas endêmicas
Palavra-chave Chagas disease
Trypanosoma cruzi
Kidney transplantation
Idioma Inglês
Data de publicação 1997-07-01
Publicado em Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical, v. 39, n. 4, p. 223-226, 1997.
ISSN 0036-4665 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto de Medicina Tropical
Extensão 223-226
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651997000400008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0036-46651997000400008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/498

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0036-46651997000400008.pdf
Tamanho: 420.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta