Qualidade de vida dos candidatos a transplante de coração

Qualidade de vida dos candidatos a transplante de coração

Título alternativo Quality of life in heart transplant candidates
Autor Helito, Renata Almeida Barros Autor UNIFESP Google Scholar
Branco, João Nelson Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
D'Innocenzo, Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Machado, Regimar Carla Autor UNIFESP Google Scholar
Buffolo, Enio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade do Vale do Paraíba Curso de Enfermagem
Resumo OBJECTIVE: To assess the quality of life of patients with refractory heart failure disease as candidates for heart transplant. METHODS: A transversal, descriptive and prospective study with 18 adult patients, with mean age of 52 years under pre-transplantation outpatient follow-up at educational and public hospital in São Paulo town. The quality of life was assessed by reference to The Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36) generic questionnaire in order to assess the aspects in relation to the function, dysfunction, physical and emotional uneasiness. RESULTS: According to this group, 14 (77.8%) of these patients were male and four (22.2%) female; 14 (77.8%) of them were classified as functional class IV and four (22.2%) as functional class III (New York Heart Association); 17 (94.4%) of them were at stage D and one (5.6%) at stage C (American Heart Association/American College of Cardiology). The mean results obtained from the assessment of SF-36 scales were: functional capacity 38%, pain 49%, health general condition 49%, vitality 39%, social aspects 53%, emotional aspects 43% and mental health 54%. CONCLUSION: The quality of life of patients presenting terminal heart failure is considered to be very bad; it is likely to be worse than in many other more common morbid entities. Both mental and social aspects are least affected, on the other hand the vitality and functional capacity are the most affected.

OBJETIVO: Aferir a qualidade de vida de pacientes com insuficiência cardíaca refratária, inscritos como candidatos a transplante de coração. MÉTODOS: Estudo prospectivo, descritivo, transversal de 18 pacientes, com média de idade de 52 anos, em acompanhamento ambulatorial pré-transplante, de um hospital público e vinculado ao ensino do Município de São Paulo. A qualidade de vida foi avaliada por meio do questionário genérico The Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36), com a finalidade de avaliar aspectos relativos a função, disfunção, desconforto físico e emocional. RESULTADOS: Dessa amostra, 14 (77,8%) pacientes eram do sexo masculino e quatro (22,2%), do sexo feminino; 14 (77,8%) dos pacientes foram classificados segundo tipo funcional IV e quatro (22,2%) em tipo funcional III (New York Heart Association); 17 (94,4%) encontravam-se em estágio D e um (5,6%) em estágio C (American Heart Association/ American College of Cardiology). As médias obtidas na avaliação das escalas do SF-36 foram: capacidade funcional 38%, dor 49%, estado geral de saúde 49%, vitalidade 39%, aspectos sociais 53%, aspectos emocionais 43% e saúde mental 54%. CONCLUSÃO: A qualidade de vida dos pacientes com insuficiência cardíaca terminal é considerada muito ruim; provavelmente pior que em muitas outras entidades mórbidas mais comuns. Os aspectos, social e mental são os menos afetados, sendo os mais comprometidos, a vitalidade e a capacidade funcional.
Palavra-chave Quality of life
Sickness impact profile
Cardiac failure
Heart transplantation
Qualidade de vida
Perfil de impacto da doença
Insuficiência cardíaca
Transplante de coração
Idioma Português
Data de publicação 2009-03-01
Publicado em HELITO, Renata Almeida Barros et al . Qualidade de vida dos candidatos a transplante de coração. Rev Bras Cir Cardiovasc, São José do Rio Preto , v. 24, n. 1, p. 50-57, mar. 2009
ISSN 0102-7638 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Extensão 50-57
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382009000100010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000272522600010
SciELO S0102-76382009000100010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4922

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-76382009000100010.pdf
Tamanho: 44.55KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0102-76382009000100010-pt.pdf
Tamanho: 46.98KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta