Estimulação elétrica funcional na subluxação crônica do ombro após acidente vascular encefálico: relato de casos

Estimulação elétrica funcional na subluxação crônica do ombro após acidente vascular encefálico: relato de casos

Título alternativo Functional electrical stimulation for shoulder subluxation after chronic stroke: a case report
Autor Corrêa, Juliana Barbosa Google Scholar
Borges, Heloise Cazangi Autor UNIFESP Google Scholar
Lucareli, Paulo Roberto Garcia Google Scholar
Liebano, Richard Eloin Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Centro Universitário São Camilo
Universidade Cidade de São Paulo
Resumo Shoulder subluxation is a common complication among stroke survivors; it may cause pain, brachial plexus injuries, adhesive capsulitis and rotator cuff muscle injuries, leading to rehabilitation delay and interference in patients' quality of life. The purpose of this study was to assess the effects of functional electrical stimulation (FES) in post-stroke hemiplegia shoulder subluxation. Three patients with over one year of stroke onset and shoulder subluxation confirmed by X ray were assessed prior to, and after FES treatment, as to: degree of shoulder subluxation and range of motion (ROM); sensory-motor function by the Fugl-Meyer scale; and pain at rest and at passive movement by means of a visual analog scale. All patients were treated with conventional physical therapy and FES in the hemiplegic member for ten sessions. Results showed improvement in final measures of ROM and sensory-motor assessments, pain relief and shoulder subluxation reduction after treatment. FES associated to conventional physical therapy has thus proved effective in decreasing subluxation, increasing upper limb function and in relieving pain in post-stroke shoulder subluxation patients.

A subluxação do ombro é comum em indivíduos que sofreram acidente vascular encefálico (AVE), podendo gerar dor, lesões do plexo braquial, capsulite adesiva e lesões nos músculos da bainha rotatória, implicando atraso da reabilitação e interferência na qualidade de vida. O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos da estimulação elétrica funcional (EEF) na subluxação crônica do ombro em pacientes hemiplégicos que sofreram AVE. Foram avaliados três pacientes tendo tido AVE há mais de um ano com subluxação do ombro confirmada por exame de raios X. Foram analisados, antes e após o tratamento, o grau de subluxação e amplitude de movimento (ADM) do ombro, função sensório-motora pela escala de Fugl-Meyer e dor em repouso e à movimentação passiva por meio de escala visual analógica. Todos os pacientes foram submetidos a tratamento com fisioterapia convencional e EEF no membro hemiplégico por dez sessões. A análise dos resultados mostrou melhora em relação às medidas iniciais da ADM, da avaliação sensório-motora, dor e subluxação do ombro após o uso da EEF. Concluiu-se que a EEF, asociada à fisioterapia convencional, mostrou-se eficaz em produzir diminuição da subluxação, aumento da função do membro superior e agir no alívio da dor em pacientes com subluxação do ombro pós-AVE.
Palavra-chave Electrical stimulation therapy
Shoulder dislocation
Stroke
Acidente cerebral vascular
Luxação do ombro
Terapia por estimulação elétrica
Idioma Português
Data de publicação 2009-03-01
Publicado em Fisioterapia e Pesquisa. Universidade de São Paulo, v. 16, n. 1, p. 89-93, 2009.
ISSN 1809-2950 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade de São Paulo
Extensão 89-93
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502009000100016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1809-29502009000100016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4915

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1809-29502009000100016.pdf
Tamanho: 150.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta