Pelos caminhos do CAPS: um olhar sobre a oferta e a demanda produzidas em um serviço de saúde mental

Pelos caminhos do CAPS: um olhar sobre a oferta e a demanda produzidas em um serviço de saúde mental

Autor Angel, Natalia Camargo Google Scholar
Orientador Lima, Laura Câmara Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ensino em Ciências da Saúde
Resumo The Brazilian Psychiatric Reform is a process of restructuring and reorganization of mental health care in Brazil, which has been consolidated over the years and had the creation of the Centers for Psychosocial Attention (CAPS), from the perspective of deinstitutionalization. I start from the assumption that mental health care is fragmented in the different offers available in the service, due to the way it is conceived and made feasible by the public administration and the way it is put into practice in the daily practice of professionals. This research was conceived as a reference of Institutional Analysis, as concepts of analysis of implications, institute and instituted, analysis of supply and demand, and analyzers. This is an application that is based on the intention to broaden understanding, considering how different institutions involved in CAPS as mental health equipment, as well as different recipients of desires and dynamics of relationships involving professionals, users, management and society. What is the concept of organization does not suffer interference from political actions, since, in accordance with a perspective of Institutional Analysis, as described by Baremblitt (1992), the concept of institution does not end in formal organization, which carries with it its Norms and rules, but constitution in products historically constructed by a society that produces and reproduces as social relations and if instrumental in establishments and / or devices. Thus, the mental health institution goes far beyond the CAPS as an organized service, and, above all, this service in which the research took place, and brings with it a whole history of paradigms. Therefore, this equipment is constituted by a tangle of forces reflected in the actions produced by professionals. The service is organized with pre-established flows, and these flows (it applies to the service of the service and to the network) determine how relationships of the professionals themselves and these with the users, considering what we can call multiple CAPS within one, or A CAPS that allows multiple paths for professionals and users, in a multiplicity of resources for the service in its particularities. These flows served as analyzers, allowing a better understanding of the offers, and the demands that come to us. This study aimed to analyze the supply and demand of care in a CAPS III, from the understanding of the dynamics involved in the practices of professionals in the construction and effectiveness of user flows in the service, seeking to reflect on the proposal of the mental health policy And the complexity of its execution, and of what can be built with the resources available in the sphere of the real. Therefore, considering the research perspective adopted, in line with the proposal of the Professional Master's Degree, I carried out an analysis of the implication in order to understand my involvement, feelings, motivations and perceptions regarding service and research; I also tried to map the stream of users; Identify analyzing elements in the service organization in the management of demand and service provision; And to analyze the institute and the instituted in the dynamics of the organization of the service. In this sense, I have sought to look more broadly at this particular mental health service that we are studying, considering its peculiarities. I also sought to better understand the relationships between the various lines of force that constitute the service as it is at this time, in this specific context, from all the historical influences involved in its construction and maintenance. In order to characterize the demand that arrives at the service and the initial referrals, I carried out a survey of all the medical records open for a period of 11 months, from August 2015 to June 2016, in a total of 266 medical records. The data obtained in the documentary research were analyzed by means of an analysis tool described by Merhy (1997), called "flow chart analyzer of the care model of a health service". This flowchart allowed the identification of some analyzing elements that allow a better understanding of the dynamics of the service and of the

A Reforma Psiquiátrica Brasileira é um processo de reestruturação e reorganização da atenção à saúde mental no Brasil, que vem sendo consolidado ao longo dos anos e teve como importante marco a criação dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), na perspectiva da desinstitucionalização. Parti do pressuposto de que a atenção à saúde mental sofre uma fragmentação nas diferentes ofertas disponíveis neste serviço, devido ao modo como este é concebido e viabilizado pela gestão pública e pela forma como ele é efetivado na prática cotidiana dos profissionais. Esta pesquisa foi concebida considerando alguns referencias da Análise Institucional, como os conceitos de análise da implicação, instituinte e instituído, análise da oferta e da demanda, e analisadores. Esta escolha se justificou pela intenção de ampliar a compreensão, considerando as diferentes instituições envolvidas no CAPS enquanto equipamento de saúde mental, bem como os diferentes atravessamentos dos desejos e dinâmicas das relações envolvendo profissionais, usuários, gestão e sociedade. O modo como o serviço se organiza sofre interferência das ações políticas, uma vez que, em consonância com a perspectiva da Análise Institucional, conforme descrito por Baremblitt (1992), o conceito de instituição não se encerra na organização formal, que carrega consigo suas normas e regras, mas constitui em produtos historicamente construídos por uma sociedade que produz e reproduz as relações sociais e se instrumentaliza em estabelecimentos e/ou dispositivos. Sendo assim, a instituição saúde mental vai muito além do CAPS enquanto serviço organizado, e, sobretudo, este serviço em que a pesquisa se deu, e traz consigo toda uma história de paradigmas. Portanto, este equipamento é constituído por um emaranhado de forças refletidas nas ações produzidas pelos profissionais. Organiza-se com fluxos pré-estabelecidos, e estes fluxos (necessários ao funcionamento do serviço e da rede) determinam as relações dos profissionais entre si e destes com os usuários, considerando o que podemos chamar de múltiplos CAPS dentro de um, ou um CAPS que permite múltiplos caminhos para os profissionais e usuários, em uma multiplicidade de faces deste serviço em suas particularidades. Estes fluxos serviram de analisadores, permitindo uma melhor compreensão das nossas ofertas, e das demandas que chegam até nós. Este estudo teve como objetivo analisar a oferta e a demanda de atendimento em um CAPS III, a partir da compreensão das dinâmicas envolvidas nas práticas dos profissionais na construção e efetivação dos fluxos do usuário no serviço, buscando refletir sobre a proposta da política de saúde mental atual e a complexidade de sua execução, e do que é possível construir com os recursos disponíveis na esfera do real. Para isso, considerando a perspectiva de pesquisa adotada, em consonância com a própria proposta do Mestrado Profissional, realizei análise da implicação, a fim de compreender meus envolvimentos, sentimentos, motivações e percepções com relação ao trabalho e à pesquisa; busquei também mapear o fluxo dos usuários; identificar elementos analisadores na organização do serviço na gestão da demanda e da oferta de atendimento; e analisar o instituinte e o instituído na dinâmica da organização do serviço. Neste sentido, procurei olhar de modo mais amplo para este serviço de saúde mental específico que foi estudado, considerando suas peculiaridades. Procurei também compreender melhor as relações entre as diversas linhas de força que constituem o serviço tal como está neste momento, neste contexto específico, a partir de todas as influências históricas envolvidas em sua construção e manutenção. Para caracterizar a demanda que chega ao serviço e os encaminhamentos iniciais, realizei pesquisa a todos os prontuários abertos de um período de 11 meses, de agosto de 2015 a junho de 2016, em um total de 266 prontuários. Os dados obtidos na pesquisa documental foram analisados por meio de uma ferramenta de análise descrita por Merhy (1997), chamada de “fluxograma analisador do modelo de atenção de um serviço de saúde”. Este fluxograma propiciou a identificação de alguns elementos analisadores que permitiram compreender melhor a dinâmica do serviço e das instituições envolvidas. Para uma visão ampliada no tocante à organização do serviço, considerando as singularidades dos sujeitos envolvidos e a complexidade das dinâmicas que envolvem a efetivação da atenção, foi utilizado complementarmente o recurso do grupo focal com os trabalhadores da unidade, visando apreender as forças dinâmicas envolvidas no olhar dos profissionais ao se depararem com sua prática de falarem sobre ela na organização do fluxo com relação à oferta em resposta às demandas que são assimiladas como tal. O material do grupo focal foi analisado utilizando a Análise do Discurso, tomando como referenciais de análise os conceitos da Análise Institucional. A realização deste estudo foi um recorte, um olhar de dentro, em um momento muito peculiar. E que, com suas peculiaridades, foi construindo e reconstruindo o CAPS ao longo da história. Foi visto que tanto a história da saúde mental, como a história da loucura e da Reforma Psiquiátrica, são a todo momento construídas, desconstruídas, reconstruídas. Este estudo em nenhum momento se propôs a encontrar respostas para as diversas questões levantadas. Deixou aberta uma série de questionamentos, que servem mais para problematizar e possibilitar reflexões do que para encontrar respostas sobre a nossa construção diária do CAPS.
Idioma Português
Data 2017
Publicado em ANGEL, Natalia Camargo. Pelos caminhos do CAPS: um olhar sobre a oferta e a demanda produzidas em um serviço de saúde mental. 2017. 116f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Campus Baixada Santista, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2017.
Linha de pesquisa Ensino
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 116f.
Fonte http://www2.unifesp.br/centros/cedess/mestrado/baixada_santista_teses/061_bx_dissertacao_natalia_angel.pdf
Direito de acesso Acesso Aberto
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49095

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)