Avaliação da artéria etmoidal anterior pela tomografia computadorizada no plano coronal

Avaliação da artéria etmoidal anterior pela tomografia computadorizada no plano coronal

Título alternativo Anterior ethmoidal artery evaluation on coronal CT scans
Autor Souza, Soraia Ale Autor UNIFESP Google Scholar
Souza, Marcia Maria Ale de Autor UNIFESP Google Scholar
Gregório, Luiz Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Ajzen, Sergio Aron Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The anterior ethmoidal artery (AEA) is an important point for frontal and ethmoid sinuses surgery. CT scans can identify landmarks to help the surgeon find the AEA. AIM: To identify the landmarks of the AEA on the orbital medial wall and on the lateral wall of the olfactory fossa. and to correlate the presence of supraorbital ethmoidal cells with spotting the anterior ethmoidal artery canal. MATERIALS AND METHODS: Retrospective review of 198 direct coronal paranasal sinuses computed tomography (CT) scans from August to December, 2006. RESULTS: Supraorbital pneumatization was seen in 35% (70 scans). The AEA canal was seen in 41% (81 scans). The anterior ethmoidal sulcus was seen in 98% (194 scans) and the anterior ethmoidal foramen was seen in all the scans (100%). CONCLUSION: The anterior ethmoidal foramen and the anterior ethmoidal sulcus were anatomical landmarks present in almost 100% of the scans studied. There was a correlation between the presence of supraorbital pneumatization and AEA canal visualization.

O conhecimento da localização da artéria etmoidal anterior (AEA) constitui etapa importante na cirurgia do recesso do seio frontal e do etmóide anterior. A tomografia computadorizada (TC), em especial no plano coronal pode fornecer reparos anatômicos que identificam o trajeto da AEA. OBJETIVO: Identificar os reparos anatômicos que caracterizam o trajeto da AEA na parede medial da órbita e na parede lateral da fossa olfatória. Verificar a correlação entre a presença de pneumatização supra-orbitária e a visualização do etmoidal anterior (canal da AEA). CASUÍSTICA E MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 198 tomografias computadorizadas dos seios paranasais no plano coronal do período de agosto a dezembro de 2006. RESULTADOS: Pneumatização supra-orbitária foi identificada em 35% (70 exames). O canal da AEA foi caracterizado em 41% (81 exames). O sulco etmoidal anterior foi visualizado em 98% (194 dos exames) e o forame etmoidal anterior foi identificado em todos os exames (100%). CONCLUSÃO: O forame etmoidal anterior e o sulco etmoidal anterior foram referências anatômicas presentes em quase 100% dos exames avaliados. Houve correlação entre a presença de pneumatização supra-orbitária e a caracterização do canal da AEA.
Palavra-chave anatomy
ethmoid sinus
tomography
anatomia
seio etmoidal
tomografia
Idioma Português
Data de publicação 2009-02-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 75, n. 1, p. 101-106, 2009.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 101-106
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992009000100016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992009000100016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4902

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992009000100016.pdf
Tamanho: 761.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta