Avaliação do tabagismo nos alunos da faculdade de ciências médicas e da saúde da PUC-SP nos anos de 2008, 2009 e 2010

Avaliação do tabagismo nos alunos da faculdade de ciências médicas e da saúde da PUC-SP nos anos de 2008, 2009 e 2010

Author Kalil, Earta Elizabeth Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Fernandes, Ana Luisa Godoy Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Pneumologia)
Abstract BACKGROUND: The association between smoking and the risk of developing diseases is unquestionable, showing highly harmful effects on health, which is the biggest risk factor described in the literature able to cause such high rates of morbidity and mortality. In Brazil, the prevalence of smoking decreased significantly since 1993 until the present day, but the behavior of the young adults in relation to tobacco is worrying. The students are a population that presumably would have insider information about the risks and damage from exposure to tobacco smoke. OBJECTIVE: Estimate the frequency of smoking among medical students in 2008, 2009 and 2010 and the characteristics of this exposure. METHODS: Observational study with students from first to sixth grade of the Faculty of Medical and Health Sciences at PUC-SP, Campus Sorocaba, assessed in 2008, 2009 and 2010. There is overlaid with a cohort of the study population followed the same period. Used a self applicable questionnaire to assess smoking and Fagerström questionnaire to assess nicotine dependence. RESULTS: Of the 1337 students evaluated the prevalence of current smoking among students was 14.7% (2008) 17.0% (2009) and 14.4% in 2010, showing no significant variation throughout the study. The formal smoking was around 10% in 2008, 2009 and 2010, representing the main form of tobacco consumption observed. The smoking was higher among men. Nicotine addiction was very low and low, in current smokers. There was significant correlation between tobacco and alcohol consumption observed in 2010. In a cohort study of 141 students no significant diferences were observed in current and formal smokers, but significantly increased in ex-smokers. CONCLUSIONS: The prevalence of smoking among students of the Faculty of Medical and Health Sciences at PUC-SP is greater than that observed in the general population of the same age, the most frequent behavior observed was formal smoking. The behavior regarding tobacco consumption is shifting as we observed in the cohort, but there was a significant increase in the number of ex- smokers.

Introdução: A associação entre o tabagismo e o risco de desenvolver doenças, é inquestionável, evidenciando efeitos altamente maléficos sobre a saúde, sendo este o maior fator de risco descrito na literatura capaz de causar taxas tão elevadas de morbimortalidade na população. No Brasil a prevalência de tabagismo apresentou queda importante desde 1993 até os dias de hoje, porém ainda o comportamento do jovem em relação ao tabaco é preocupante. Os universitários são uma população que presumidamente teriam informações privilegiadas com relação aos riscos e prejuízos da exposição ao fumo do tabaco. Objetivos: Observar a frequência de tabagismo em estudantes de medicina em 2008, 2009 e 2010 e as características dessa exposição. Métodos: Estudo observacional com alunos do primeiro ao sexto ano da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da PUC-SP, campus Sorocaba, avaliados em 2008, 2009 e 2010. Existe sobreposto um estudo de coorte com parte da população estudada acompanhada nesse mesmo período. Utilizamos questionário auto aplicável para avaliar o tabagismo e questionário de Fagerström para avaliar a dependência á nicotina. Resultados: Dos 1337 alunos avaliados, a prevalência de fumantes ativos entre os alunos foi de 14,7% (2008) 17,0%(2009) e 14,4% em 2010, não apresentando variação significante ao longo do estudo. O fumo ocasional foi em torno de 10% em 2008, 2009 e 2010, representando a principal modalidade do consumo tabagístico observado. O tabagismo foi maior entre os homens. Nos fumantes diários a dependência á nicotina foi muito baixa e baixa. Houve associação importante entre o consumo de tabaco e álcool na população estudada no ano de 2010. No estudo de coorte que acompanhou 141 alunos houve aumento significante do número de ex-fumantes. Conclusão: A prevalência do tabagismo nos alunos da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da PUC-SP, é maior do que a observada na população geral na mesma faixa etária, a modalidade de consumo tabagístico mais frequente é o fumo ocasional. O comportamento em relação ao consumo tabagístico é inconstante como observamos no estudo de coorte, porém houve um aumento significante no número de ex-fumantes.
Keywords tabagismo
hábito de fumar
alunos de medicina
universitários
estudos transversais
Language Portuguese
Date 2013-10-30
Published in KALIL, Earta Elizabeth. Avaliação do tabagismo nos alunos da faculdade de ciências médicas e da saúde da PUC-SP nos anos de 2008, 2009 e 2010. 2013. 67 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 67 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=139412
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48949

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account